Suspeito de tentativa de feminicídio é preso na Asa Norte

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Um homem foi preso na Asa Norte após tentar matar uma mulher com uma faca neste domingo (5/5). Um policial militar de folga viu a agressão e impediu o crime.

De acordo com a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), o suspeito fugiu para o estacionamento subterrâneo de um shopping próximo ao Setor Bancário Norte.

O policial acionou outros colegas que foram ao local procurar o suspeito. Após uma varredura, o agressor foi encontrado escondido embaixo de um carro e a faca havia sido jogada no meio do mato.

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) tentou fazer o socorro da vítima, mas ela fugiu.

O suspeito foi encaminhado à 5ª Delegacia de Polícia (Área Central).

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Gabriela Prioli fará palestra magna de abertura da II Conferência Estadual da Jovem Advocacia Baiana

A conferência magna da noite de abertura da II Conferência Estadual da Jovem Advocacia Baiana será feita pela mestre em Direito Penal pela USP, a advogada Gabriela Prioli. O evento será no dia 5 de junho, a partir das 18h30, no Centro de Convenções de Salvador.    Com milhares de seguidores nas redes sociais, a

Três mortes são registradas em ações policiais em Salvador; veja bairros

Salvador registrou ao menos três mortes de suspeitos em confrontos com policiais militares entre a tarde de quarta-feira (29) e madrugada desta quinta (30). De acordo com a Polícia Militar, o primeiro confronto aconteceu na Rua Luís Eduardo Magalhães, no bairro de Itapuã, na tarde de quarta, e terminou com as mortes de dois homens.

Brigadeirão: empresário envenenado era “bondoso e sozinho”, diz primo

O empresário Luiz Marcelo Antônio Ormond, encontrado morto no apartamento onde morava, no bairro Engenho Novo, no Rio de Janeiro, dizia estar feliz com seu novo relacionamento, segundo o primo dele, Bruno Luiz Ormond. A namorada da vítima, Júlia Andrade Cathermol Pimenta, é suspeita de matar o empresário com um brigadeirão que continha 50 comprimidos