Arthur Lira rebate Lula: �??Falar de semipresidencialismo como golpe é desconhecimento�??

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PL-AL), rebateu críticas do ex-presidente Lula (PT). Anteriormente nesta terça, Lula havia dito que Lira tentava agir �??como o Imperador do Japão�?? e queria concentrar decisões sobre o orçamento da União na Câmara, e criticou o debate sobre o semipresidencialismo que ocorre em comissão da casa legislativa. �??Falar de [semi] presidencialismo como golpe é desconhecimento ou má informação. Falar de mim sem me conhecer é má-fé�?�, disse o presidente da Câmara, antes de acrescentar que nunca tomou um café com o petista. �??Nunca tive o prazer ou o desprazer de estar com ele�?�, comentou Lira.

Na sequência, o deputado argumentou contra as críticas de Lula. �??[Ele] Não pode querer pautar, antes de ser eleito, o que este Congresso vai debater. Existe uma proposta para implementação [do semipresidencialismo] em 2030, se aprovado. Dizer que o Congresso não pode legislar sobre o orçamento, só quem vem com intenção de fazer ditadura no Brasil, só quem vem atrás de fazer sistemas totalitários no Brasil�?�, rebateu. �??Posso ser comparado a imperador, mas nunca a ditador�?�, disse, e acrescentou que, como o Japão é uma monarquia constitucional, o Imperador do país não tem poder político, por isso Lula estaria demonstrando desconhecimento.

Lula afirmara que Lira buscava ser mais preponderante que o Poder Executivo, durante evento em que o partido Solidariedade confirmou o apoio ao PT nas eleições de 2022. �??Temos que ter conhecimento de uma coisa, se a gente ganhar as eleições e o atual presidente da Câmara continuar com o poder imperial, porque ele já tá querendo criar o semipresidencialismo, ele já quer tirar o poder do presidente para que o poder fique na Câmara e ele aja como o imperador do Japão. Ele [Lira] acha que pode mandar inclusive administrando o orçamento. O orçamento é aprovado pela Câmara e pelo Congresso, mas tem que ser administrado pelo governo [federal] porque é pra isso que o governo é eleito. E é o governo que decide cumprir o orçamento aprovado em função da realidade financeira do Estado brasileiro�?�, afirmou o ex-presidente.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Bolsonaro chega acuado a ato e busca demonstrar força política contra investigações

MARIANNA HOLANDA E GABRIELA BILÓBRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Jair Bolsonaro (PL) aposta mais uma vez numa manifestação na avenida Paulista, em São Paulo, para tentar demonstrar seu capital político. Neste domingo (25), o ex-presidente tem como principal objetivo apresentar um retrato de que mantém apoio popular e, dessa forma, reagir ao avanço das investigações sobre

Influenciador português que entrevistou Bolsonaro diz ter sido detido pela PF no Brasil

O influenciador português Sérgio Tavares, que recentemente entrevistou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em uma live em seu canal no YouTube, postou um vídeo em seu perfil no X (antigo Twitter) em que diz ter sido detido pela Polícia Federal (PF) no Aeroporto de Guarulhos (GRU) ao desembarcar no Brasil, na manhã deste domingo, 25.

Em último ato na Paulista, Bolsonaro chamou Moraes de canalha e atacou urnas e o STF

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) deve discursar na tarde deste domingo, 25, em um ato convocado após ele se tornar alvo de investigação sobre tentativa de golpe de Estado. A manifestação vai ocorrer na Avenida Paulista, em São Paulo, uma via pública conhecida como palco de atos políticos - e não será a primeira vez