Google quer conseguir detectar quando alguém ronca ou tosse

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

A Google tem procurado integrar mais funcionalidades relacionadas com saúde não só no sistema operacional Android como também nos seus próprios dispositivos. De acordo com o site 9to5google, a empresa está a trabalhar em mais opções para integrar nos seus produtos – as quais incluem a capacidade de detectar quando alguém está roncando ou tossindo.

Esta indicação pode ser encontrada num estudo compartilhado recentemente pela Google, onde diz que  a empresa está �??ativamente  trabalhando em um conjunto avançado de capacidades de detecção e algoritmos nos dispositivos Android com o objetivo de providenciar aos utilizadores mais informações sobre o seu sono�?�.

Ainda não se sabe se estas funcionalidades serão integradas em futuras versões Android ou em futuros dispositivos Pixel mas, seja como for, é interessante ver que a Google está interessada em continuar a explorar esta área.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Quer ir além do Google? Veja como usar sites de pesquisa com IA generativa

Não é só você. Muitas pessoas acham que as pesquisas do Google estão piorando. E a ascensão dos chatbots de IA generativa oferece novas maneiras de pesquisar informações. Embora o Google venha sendo há décadas o balcão de referência, a ponto de "dar um Google" ser sinônimo de pesquisar online, sua dominância de longa data

Entenda regras do TSE para uso de inteligência artificial nas eleições

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou na última terça-feira (27) as 12 resoluções eleitorais com as regras finais para a eleição municipal de outubro. O passo é obrigatório e deve ser realizado até 5 de março, no ano do pleito. Por meio desses normativos, os ministros do TSE buscam adaptar o processo eleitoral às mudanças

Apple cancelou modelo do Apple Watch com tela mais moderna

O site BGR noticiou esta semana que a Apple decidiu cancelar o desenvolvimento de um modelo do Apple Watch Ultra com tela microLED. A informação foi posteriormente corroborada pelo analista Ming-Chi Kuo, um dos nomes mais respeitados no que diz respeito a temas relacionados com a Apple. Kuo afirma que o motivo prende-se ao fato