Kalil alfineta Zema por dívida de MG com a União: ‘Não fez o dever de casa’

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos
Pré-candidato ao governo de Minas, Alexandre Kalil (PSD) alfinetou seu principal rival dos pleiteantes ao cargo, o governador Romeu Zema (Novo), nesta quarta-feira (1°/6). Durante sua participação no podcast �??Flow�?�, o ex-prefeito de Belo Horizonte afirmou que a atual gestão �??não fez o dever de casa�?� para negociar a dívida de R$ 149,9 bilhões do estado com a União.
Ao ser questionado sobre a aliança com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), pré-candidato à presidência, Kalil apontou que acredita na eleição do petista. �??MG e Rio Grande do Sul estão uma m****. RS arrumou, você acha que o Lula [vai ajudar] a arrumar [Minas]?�?�, questionou Marcos Uchôa.
 
Leia também:  Kalil diz que futebol ‘é tolerante’: ‘Não é esse ódio que está no Brasil’ 
Desse modo, ele ressaltou que estar alinhado com o presidente do país dá mais condições de poder negociar as dívidas. �??Ninguém acerta, nem no Rio, nem Minas, parece que o RS tá numa situação melhor. Se não tiver o presidente alinhado, você esquece�?�, pontuou Kalil.
Em seguida, ele criticou Zema por ter o apoio do presidente Jair Bolsonaro (PL) e não ter negociado a dívida. �??E quando o nosso governador teve o presidente alinhado, não fez o dever de casa. Não levou um convênio, não acertou a dívida, não fez nada. Então o próximo governador vai pegar um estado com R$ 150 bilhões de dívida a mais do que tem�?�, disse.
 
Leia também:  Kalil sobre dívida de IPTU: ‘A mãozinha do papai é limpa’
O ex-presidente do Galo será o segundo pré-candidato ao Governo de Minas a participar do Flow. Em 20 de outubro de 2021, o atual governador mineiro Romeu Zema (Novo) foi o convidado do podcast. �? época, ele ainda não era tido como pré-candidato ao governo, mas hoje  se coloca como principal rival dos pleiteantes ao cargo.
Carlos Viana (PL), Miguel Corrêa (PDT), Marcus Pestana (PSDB), Saraiva Felipe (PSB), Renata Regina (PCB) e Lorene Figueiredo (Psol) também são pré-candidatos na disputa pelo governo mineiro.
As eleições deste ano, que escolhem também o presidente da República, senadores, deputados federais, deputados estaduais, serão realizadas em 2 de outubro. Caso seja necessário, haverá segundo turno no dia 30 do mesmo mês.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Dino propõe fim da aposentadoria compulsória para juízes e militares

Prestes a deixar o Senado para assumir o posto de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Flávio Dino (PSB-MA) disse nesta terça-feira (20) ter conseguido número suficiente de assinaturas que possibilitará iniciar a tramitação de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para retirar direito à aposentadoria compulsória de juízes, promotores e militares que tenham

Padilha afirma ter discordado sobre resolução de PT que ataca ‘austericídio’

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, afirmou na noite desta segunda-feira, 19, em entrevista ao Roda Viva, da TV Cultura, que existem posições do Diretório Nacional do PT, partido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nem sempre em linha com o governo, ou vice-versa. O tema que causou atrito foi uma resolução política

Lei protege sigilo de conversa de advogado exposta pela PF em caso de Moraes

(FOLHAPRESS) - A inviolabilidade da comunicação entre cliente e advogado só pode ser quebrada se há a suspeita de que o profissional esteja envolvido com práticas ilícitas, afirmam especialistas ouvidos pela reportagem. Eles veem na quebra do sigilo um risco à garantia de ampla defesa. O assunto voltou a ser debatido no meio jurídico com