Portugal: bolsonaristas tentam se infiltrar em reunião de Lula

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos
Lisboa — A segurança do presidente eleito do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, teve de agir rapidamente para impedir a entrada de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro em um encontro do petista com representantes de movimentos sociais que atuam em Portugal, no auditório do Instituto Universitário de Lisboa.
 
Eles tentaram se infiltrar na lista de convidados, que foram previamente selecionados e tiveram de passar por averiguação. Uma das formas para tentarem o acesso ao evento foi pedindo filiação ao PT por meio do diretório do partido em Lisboa. “De repente, houve um grande número de pedidos de filiação. Estanhamos muito”, disse Marcos Pinheiro, integrante da legenda.
 
Os apoiadores de Bolsonaro, por sinal, realizaram protestos tanto na porta do Palácio de Belém, onde Lula se encontrou com o presidente de Portugal, quanto nas proximidades do Palacete de São Bento, residência oficial do primeiro-ministro português, António Costa. Os manifestantes contrários à Lula, segundo integrantes do PT, são cooptados pelo Chega, o partido de extrema direita de Portugal, dono da terceira bancada da Assembleia da República. Os brasileiros que vivem em território luso estão entre os principais eleitores da legenda.
 
Leia: Bolsonaristas atacam Moraes e usam pipoca para manter mobilização em BH 
 
Durante o encontro com representantes de movimentos sociais neste sábado, Lula disse que os defensores de Bolsonaro devem ser ignorados. Ele recomendou que nenhum de seus apoiadores se envolvam em brigas. “Não devemos brigar com o fanatismo dessa gente, são pessoas que não querem ver a realidade”, afirmou. O presidente eleito assinalou que a extrema-direita no Brasil é radical demais. “A esquerda brasileira não faz nem 10% do que essa extrema direita é capaz”, acrescentou.
 
Fauze el Khadre, apoiador de Lula, sabe bem o tamanho da ira de bolsonaristas. Na sexta-feira, 18 de novembro, ele estava com um totem com a imagem do petista quando uma mulher o agrediu e tentou destruir o objeto. O pior só não aconteceu porque a polícia interveio logo e conteve os ânimos.
 
Leia: ‘SOS, Forças Armadas’: Protestos bolsonaristas em vários lugares do Brasil 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

PF mira trama golpista em depoimento conjunto de Bolsonaro e outros 22

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) prestou depoimento na tarde desta quinta-feira (22) à Polícia Federal sobre os planos discutidos no fim de 2022 para um golpe de Estado contra a eleição de Lula (PT) à Presidência da República. O depoimento foi marcado para iniciar às 14h30. Ex-ministros, ex-assessores, militares e aliados

Bolsonaro pode ser preso se incitar crime durante ato no domingo na avenida Paulista

(FOLHAPRESS) - Jair Bolsonaro (PL) pode ser preso se fizer apologia ou incitação ao crime durante manifestação convocada por ele na avenida Paulista, em São Paulo, neste domingo (25), afirmam especialistas. Os profissionais, entretanto, divergem sobre se a mera convocação do ato já poderia ensejar uma prisão preventiva, uma vez que o ex-presidente é investigado

Lula escolhe novo juiz, e TRE-PR deve marcar data do julgamento de Moro

(FOLHAPRESS) - O presidente Lula (PT) escolheu o advogado José Rodrigo Sade para a cadeira de juiz do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Paraná, corte que julgará o senador Sergio Moro (União Brasil) em um processo com pedido de cassação movido pelo PT e pelo PL. A nomeação de Sade, que figurava em uma lista