Banco americano é multado em US$ 31 milhões por negar crédito a bairros negros

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – O Departamento de Justiça dos Estados Unidos fez um acordo de mais de US$ 31 milhões (cerca de R$ 160 milhões) com o City National Bank depois que o banco americano foi acusado de evitar oferecer empréstimos hipotecários em bairros de maioria negra ou hispânica de Los Angeles, na Califórnia.

De acordo com o órgão, a maior parte do recurso, US$ 29,5 milhões (cerca de R$ 150 milhões), será investida pela instituição em um fundo de subsídio de empréstimo para residentes de bairros negros e latinos de Los Angeles.

O banco também terá de promover um curso de educação financeira aos moradores e abrir uma nova filial em um bairro negro e latino, entre outras obrigações.

A recusa do City National Bank em conceder crédito a pessoas de minorias raciais teria ocorrido de 2017 a 2020, segundo o Departamento de Justiça. A prática, que é conhecida nos EUA como redlining, é um problema antigo no país.

De acordo com o Departamento de Justiça, o caso City National foi o maior acordo já feito pelo órgão com um banco acusado de redlining.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Netanyahu diz que Lula ‘cruzou linha vermelha’ ao comparar ações em Gaza a Holocausto

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, afirmou neste domingo (18) que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) "cruzou a linha vermelha" ao comparar as ações do país na Faixa de Gaza ao extermínio conduzido por Adolf Hitler, no qual 6 milhões de judeus foram mortos de forma sistemática

Trump vence primárias republicanas na Carolina do Sul, estado natal de Haley

O ex-presidente Donald Trump conquistou a vitória nas primárias presidenciais republicanas da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, derrotando a opositora de partido Nikki Haley em seu estado natal. Com mais de 85% dos votos tabulados, Trump venceu por 59,9% a 39,4%. As vitórias anteriores do ex-mandatário em Iowa, New Hampshire e Nevada já o colocavam como

Homem mata o pai, o irmão e mais 10 familiares no Irã

Um homem matou, no sábado, 12 familiares na província de Kerman, no Irã, devido a disputas familiares.  Entre as vítimas estão o pai e o irmão do atirador, de 30 anos, segundo revelou o chefe do departamento de justiça de Kerman, Ebrahim Hamidi. De acordo com a Associated Press, o homem usou uma arma Kalashnikov