Mulher russa descobre que vive 80 anos com agulha no cérebro

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Uma mulher russa de 80 anos viveu toda a vida com uma agulha de três centímetros alojada no cérebro, foi anunciado na quarta-feira (4). A descoberta ocorreu após uma tomografia computorizada (comumente conhecida como TAC), revelou a AFP.

Os profissionais de saúde acreditam que a idosa foi vítima de um infanticídio que deu errado, cometido pelos seus pais, tendo optado por não remover a agulha para não piorar o seu estado de saúde.

“Em tempos de fome, estes casos eram comuns”, apontou o Departamento de Saúde da região de Sakhalin, em comunicado, na quarta-feira.

De acordo com a entidade, os pais decidiram matar a criança durante a Segunda Guerra Mundial, uma vez que a mulher vive com a agulha alojada no cérebro “desde que nasceu”. Este método era usado para esconder que um crime tinha sido cometido, complementou a nota.

“A agulha penetrou o lobo parietal esquerdo, mas não teve o efeito pretendido – a menina sobreviveu”, acrescentou a entidade, que indicou que a mulher nunca se queixou de dores de cabeça devido à lesão, nem corria qualquer perigo de vida.

“O seu estado de saúde está sendo monitorado pelo médico assistente”, finalizou.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Chefe da diplomacia da UE diz esperar proposta de países árabes para cessar-fogo em Gaza

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O chefe da diplomacia da União Europeia, Josep Borell, afirmou nesta quinta-feira (22) esperar uma proposta de países árabes para um cessar-fogo na guerra Israel-Hamas. Ele afirma que representantes dessas nações estão negociando os termos da proposta de forma antecipada com os Estados Unidos para que não haja um

Antigo satélite de observação cai na Terra

Um antigo satélite de observação da Terra caiu de órbita na quarta-feira, 21, e se partiu sem provocar danos ou feridos sobre o Oceano Pacífico, entre o Havaí e o Alasca. A reentrada do satélite European Remote Sensing 2 (ERS-2) na atmosfera terrestre foi confirmada pela Agência Espacial Europeia. Lançada em 1995, a nave espacial

Índia proíbe venda de algodão doce por possuir substância cancerígena

Alguns estados da Índia estão proibindo a venda de algodão doce. O motivo? Um estudo concluiu que o produto possui uma substância cancerígena, a Rodamina-B. No início deste mês, o território da união de Puducherry proibiu a venda do doce, enquanto outros estados começaram a testar amostras do mesmo. Na semana passada, foi a vez