Mãe de Navalny vê corpo do filho e denuncia pressão para enterro ‘secreto’

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos
navalny efe

A mãe do opositor russo Alexei Navalny afirmou nesta quinta-feira, 22, que conseguiu ver o corpo do filho, que morreu na semana passada em uma prisão do Ártico, mas denunciou a “chantagem” para enterrar “secretamente” o homem que era o principal opositor do presidente russo, Vladimir Putin. “Estão me chantageando. (…) Querem que tudo seja feito às escondidas, sem cerimônia, querem me levar para o fundo de um cemitério, perto de uma cova recém-cavada, e me dizer: ‘aqui jaz seu filho’. Não concordo com isso”, disse Liudmila Navalnaya em um vídeo publicado por seus familiares.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Como o site da Jovem Pan antecipou, a equipe de Navalny afirma que as autoridades se recusavam a entregar o corpo do líder da oposição à sua mãe, alegando que a causa da morte ainda não foi determinada. A porta-voz Kira Yarmish acusa os investigadores de mentir e de evitar entregar o corpo para encobrir o método de assassinato. Navalny, condenado por “extremismo”, estava cumprindo uma pena de 19 anos em uma remota colônia penitenciária da Rússia no Ártico. Alexei foi preso em janeiro de 2021 e condenado a 19 anos de prisão sob a acusação de “extremismo”, que se somam a outros nove por “peculato”. 

*Com informações da AFP

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Colisão de helicópteros deixa pelo menos um morto e desaparecidos no Japão

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Uma pessoa morreu e pelo menos sete estão desaparecidas após dois helicópteros militares colidirem no Japão. A colisão ocorreu a 270 quilômetros da Ilha de Toshima, no Oceano Pacífico, no sábado (20). Quatro pessoas estavam em cada helicóptero, segundo a agência de notícias NHK. Os helicópteros, modelo SH-60K, são da

Ataques israelitas em Rafah matam 13 pessoas

Israel tem efetuado ataques aéreos quase diários a Rafah, onde mais de metade da população de Gaza, 2,3 milhões de habitantes, procurou refúgio dos combates em outros locais. O primeiro ataque matou um homem, a mulher e o filho de 3 anos, segundo o Hospital do Kuwait, que recebeu os corpos. A mulher estava grávida

Jovem é detido por apontar laser em helicóptero da polícia nos EUA; vídeo

Um jovem de 13 anos está sendo acusado de um crime após ter apontado um laser a um helicóptero da polícia, na última quinta-feira, na Florida, nos Estados Unidos. O rapaz admitiu ter sido uma ação intencional, uma vez que estava "entediado". O helicóptero sobrevoava a área da 7th Street Northwest e da 11th Avenue