Antes de morrer, homem negro disse 8 vezes que não conseguia respirar

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Antes de morrer, um homem negro, de 53 anos, alertou oito vezes aos policiais que não conseguia respirar. Identificado como Frank Tyson, a vítima foi morta em uma abordagem policial em um bar de Canton, Ohio, nos Estados Unidos (EUA), em 18 de abril.

As imagens da ocorrência só foram divulgadas nessa quinta-feira (25/4).

Durante 26 segundos, ele diz “não consigo respirar” repetidamente até perder a consciência e morrer. Tyson foi imobilizado, algemado e contido com o joelho de um dos policiais sobre as costas.

Confira o momento da abordagem [ATENÇÃO IMAGENS FORTES]:

A imprensa norte-americana reportou que os policiais foram ao local para atender um suposto acidente de carro e que uma pessoa que passava na rua disse que o responsável estava em um bar de veteranos.

Os aúdios mostram Tyson dizendo: “Eles estão tentando me matar”, assim que os policiais entram no bar.

Ele chegou a ser encaminhado ao hospital, mas foi declarado morto uma hora depois de dar entrada no pronto-socorro.

O caso Tyson lembra outros dois incidentes nos EUA em que homens negros foram mortos asfixiados em abordagens policiais:

o assassinato de Eric Garner, em 2014, na cidade de Nova York o assassinato de George Floyd, em 2020, pelo policial Derek Chauvin, em Minneapolis

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

SSP promove 2º Nivelamento Interfederativo para Guarda Municipais

A Secretaria de Segurança Pública iniciou, nesta segunda-feira (20), o 2º Nivelamento Interfederativo para Guarda Municipais. A solenidade foi realizada no Auditório Cap PM Grec, prédio administrativo da pasta, no Centro Administrativo da Bahia (CAB).  A capacitação tem foco no aprendizado e na troca de experiências entre Guardas Municipais e as Forças da Segurança Pública.

“Deixa os melancias se virar”: no STF, PM explica frase sobre Exército

A Procuradoria-Geral da República (PGR) questionou, nessa segunda-feira (20/5), quatro dos sete policiais militares do Distrito Federal denunciados por supostas omissões relacionadas aos atos antidemocráticos de 8 de janeiro de 2023. O grupo, que já é réu, presta depoimento no Supremo Tribunal Federal (STF) de forma virtual. Na oitiva do coronel Marcelo Casimiro, então titular

Alice Portugal e Lídice da Mata se reúnem com Bruno Reis para debater futuro do Centro de Referência de Atenção à Mulher

Uma reunião entre o prefeito de Salvador, Bruno Reis (União), e as deputadas federais Alice Portugal (PCdoB) e Lídice da Mata (PSB) ocorreu na manhã desta segunda-feira (20) para tratar do futuro do Centro de Referência de Atenção à Mulher Loreta Valadares, localizado nos Barris - que corre risco de fechamento -, e de outras