Às vésperas de depoimento em CPI sobre manipulações, John Textor, da SAF Botafogo, brinca de skate em Saquarema

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 3 minutos


john textor skate reproducao x

Enquanto promete apresentar provas de que identificou manipulação de resultados em partidas do Brasileirão de 2023, John Textor, bilionário dono da SAF Botafogo, decidiu usar seu tempo livre para andar de skate neste sábado. O controlador do Botafogo será o primeiro ouvido na CPI da manipulação de resultados e apostas esportivas no Senado, nesta segunda-feira (24). Textor sempre sustentou ter provas das denúncias que vem fazendo e, embora tenha se recusado a entregá-las ao STJD – ele responde a um processo no tribunal – promete apresentá-las à comissão. Mesmo diante do compromisso, o magnata americano escolheu tirar o sábado para relaxar. Ele deu um “rolê” de skate em uma competição realizada em Saquarema, com Pedro Vita, jovem atleta de 14 anos que representa o clube alvinegro. Textor foi a uma loja à tarde em Copacabana, no Rio, e comprou um skate. Horas depois, colocou um capacete vermelho e arriscou algumas manobras na pista em Saquarema, região dos Lagos. Ele ouviu aplausos e gritos dos que estavam no evento. Mas o skate não é uma aventura nova para Textor. Na verdade, acompanha sua vida há muito tempo. Nascido em Kirksville, pequena cidade no Estado do Missouri, nos Estados Unidos, o executivo concluiu seus estudos em um colégio público. Segundo o empresário, ele cresceu em uma família de classe média em Palm Beach, na Flórida. Ainda na adolescência, começou a se aventurar no mundo dos esportes, mais especificamente no skate – cultura que se expandia na costa leste americana. Em 1978, competiu e venceu o torneio de freestyle – que premiava as melhores manobras e estilo na pista – no “The Pepsi Skateboard Team Challenge”. A competição, patrocinada pela marca de refrigerantes, aconteceu em Tampa, na Flórida. Hoje bilionário, Textor era um dos prodígios no esporte já aos 12 anos. Ele chegou a derrotar o skatista Rodney Mullen em disputa de freestyle e recebeu destaque de revistas especializadas na época.

Entretanto, o jovem americano não conseguiu chegar ao seu auge sobre o skate. Na década seguinte, precisou encerrar sua carreira após uma lesão na cabeça, que o fez ser hospitalizado. De acordo com o próprio Textor, o término precoce fez com que ele decidisse investir no ramo de tecnologia e internet, quando essa área ainda “engatinhava” ao redor do mundo. Eram os primeiros passos para a construção de sua fortuna. Além do Botafogo, o empresário tem controle sobre o Crystal Palace, time da Inglaterra, e também do Lyon, da França. Em 2022, o clube brasileiro concretizou a venda de 90% de suas ações para o Eagle Holding, fundo de investimentos do divertido magnata americano. A brincadeira de Textor neste sábado gerou memes nas redes sociais.

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Gabigol veste camisa do Corinthians e abala relação com Flamengo

O atacante Gabigol, do Flamengo, está no centro de uma polêmica envolvendo o Corinthians. Uma foto viralizou nas redes sociais mostrando o jogador vestindo a camisa do time paulista, o que gerou desconforto entre os torcedores rubro-negros. A situação abalou a relação de Gabigol com a diretoria do Flamengo, que ainda não renovou o contrato

Após foto com a camisa do Corinthians, Gabigol perde a camisa 10 do Flamengo e leva multa

Após uma reunião no Ninho do Urubu nesta sexta-feira, o Flamengo decidiu punir o atacante Gabigol devido a uma foto em que ele aparece vestindo a camisa do Corinthians. O jogador foi multado e perdeu o direito de usar a camisa 10 no uniforme do clube, uma honraria para qualquer atleta rubro-negro. De acordo com

Uniformes dos atletas brasileiros paralímpicos são criados com modelos acessíveis e com ‘Brasil’ escrito em braille

Uniformes dos atletas Paralímpicos do Brasil para as Olimpíadas de Paris 2024 serão 100% acessíveis. As mochilas contam com alças nos puxadores, calças com zíperes na lateral da parte inferior próximo ao tornozelo e etiquetas em braille para destacar as cores correspondentes de cada peça. Além disso, nos uniformes, está escrito a palavra Brasil em