Cadê o pastor Genival Bento no Gideões 2024?

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Como já é tradição nos últimos anos, o pastor Genival Bento tem sido uma figura sempre presente na lista de pregadores do Congresso Gideões Missionários da Última Hora (GMUH), em Camboriú.

No entanto, na edição de 2024, muita gente tem questionado o que pode ter acontecido para que o pregador alagoano não esteja no evento fundado pelo pastor Cesino Bernardino.

Há muito ruído sobre o que pode estar por trás disso, inclusive envolvendo outros nomes e importantes pregadores.

Em breve traremos os detalhes tenebrosos sobre alguns “barracos” que aconteceram nesta edição dos Gideões, e olha que acabamos de começar.

The post Cadê o pastor Genival Bento no Gideões 2024? appeared first on Fuxico Gospel.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Milton Leite teve ‘papel juridicamente relevante na execução dos crimes’ da Transwolff, diz Promotoria

ROGÉRIO PAGNANSÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Na investigação sobre a possível infiltração do PCC no transporte público da capital, promotores do Gaeco (grupo de combate ao crime organizado) afirmam que o presidente da Câmara de São Paulo, Milton Leite (União Brasil), teve "papel juridicamente relevante na execução dos crimes sob apuração" envolvendo a Transwolff. Os

Bolsonaro critica fala de Lula sobre ‘irresponsabilidade’ de Israel em Gaza

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou o atual ocupante do cargo, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), pela postura adotada diante do conflito entre Israel e o grupo terrorista Hamas. Durante evento em Guarulhos no sábado, 25, o petista pediu solidariedade às mulheres e crianças "que estão morrendo na Palestina por conta da irresponsabilidade do

Julgamento de Sérgio Moro: PT e PL não vão recorrer ao STF; entenda o motivo

Autores das ações que pediram a cassação do senador Sérgio Moro (União-PR), a Federação Brasil da Esperança, que inclui o PT, do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e o PL, do ex-presidente Jair Bolsonaro, não vão apresentar recursos ao Supremo Tribunal Federal (STF). Nesta terça-feira, 21, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, por unanimidade