Governo central registra déficit primário de R$ 1,5 bilhão em março

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto


money 7269551 1280

O Tesouro Nacional divulgou que o déficit primário do governo central em março foi de R$ 1,5 bilhão, uma melhora em relação ao mesmo período do ano anterior, quando o saldo negativo foi de R$ 7,1 bilhões. Mesmo com o resultado negativo, este foi o melhor desempenho para o mês de março desde 2021, quando houve um superávit de R$ 2,468 bilhões, corrigidos pela inflação. O déficit registrado em março foi impulsionado por um aumento real de 4,3% nas despesas totais, que atingiram R$ 165,387 bilhões, enquanto a receita líquida teve um crescimento real de 8,3%, totalizando R$ 163,860 bilhões. As contas do governo central englobam Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central. As despesas da dívida pública são excluídas.

Com esse resultado mensal, o saldo acumulado no primeiro trimestre do ano ficou positivo em R$ 19,431 bilhões, abaixo dos R$ 31,209 bilhões observados no mesmo período de 2023. Em um período de 12 meses, o governo central acumula um déficit de R$ 247,4 bilhões, equivalente a 2,2% do Produto Interno Bruto (PIB), em valores corrigidos pela inflação. Esses números refletem o cenário econômico atual e as medidas adotadas para lidar com os impactos da pandemia e outros desafios enfrentados pelo país.

*Reportagem produzida com auxílio de IA

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Polishop tem pedido de recuperação judicial deferido pela Justiça de SP

A rede de varejo Polishop teve seu pedido de recuperação judicial deferido pela Justiça de São Paulo, nesta segunda-feira (20). A empresa, controlada pelo empresário João Appolinário, conta atualmente com 54 lojas no Brasil, uma queda significativa em relação às 250 unidades que possuía no final de 2021. O pedido de proteção judicial foi feito na

Cade recomenda aprovação da proposta da Petrobras para abandonar venda de refinarias

A Superintendência-Geral (SG) do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) recomendou a aprovação, pelo plenário da autarquia, do pedido da Petrobras para interromper o plano de venda de refinarias. Esse compromisso foi firmado pela estatal no primeiro ano do governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, no chamado termo de compromisso de cessação de conduta (TCC), em

Volkswagen coloca funcionários em férias coletivas devido a alagamentos no Rio Grande do Sul

A Volkswagen decidiu colocar em férias coletivas os funcionários das fábricas de São Bernardo do Campo, Taubaté e São Carlos, todas no Estado de São Paulo, devido aos alagamentos no Rio Grande do Sul. Cerca de 4.000 trabalhadores ligados à produção foram afetados por essa medida. “Alguns fornecedores de peças da Volkswagen do Brasil, com