Governo vai trabalhar para votar Perse no Senado ainda nesta semana, diz Padilha

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos


padilha

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, afirmou nesta segunda-feira (29) que o governo vai trabalhar para votar ainda nesta semana o projeto de lei que reformula o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse) no Senado. Após se reunir com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e líderes governistas para tratar sobre as pautas prioritárias do Poder Executivo que tramitam no Congresso, Padilha reforçou que a articulação política buscará manter o acordo firmado com a Câmara em torno do texto. “O acordo aprovado sobre Perse na Câmara (na semana passada) foi muito positivo. Vamos buscar confirmar este acordo no Senado. Nossa prioridade é buscar e votar essa semana no Senado baseado naquele mesmo relatório aprovado na Câmara”, disse.

A relatora do Perse no Senado, Daniella Ribeiro (PSD-PB), vai propor uma alteração no relatório e incluirá a correção pela inflação no custo de R$ 15 bilhões dos benefícios até o fim de 2026. A mudança no texto deve aumentar o impacto fiscal dos incentivos tributários, em um revés para a equipe econômica.

Padilha afirmou que, após a aprovação do Perse no Senado, o governo vai trabalhar para votar na Câmara, já na semana que vem, a medida provisória que limita as compensações tributárias, um dos projetos que faz parte da agenda arrecadatória da Fazenda. Por causa do feriado do dia 1º de maio, os deputados devem voltar a Brasília apenas na próxima semana. Nesta semana, apenas o Senado fará sessões em comissões e no plenário.

Padilha reforçou que a expectativa é de que seja votado na terça-feira (30) na Comissão de Constituição (CCJ) da Casa o projeto de lei do DPVAT que inclui uma alteração no arcabouço fiscal.

O texto já aprovado na Câmara permite ao governo antecipar cerca de R$ 15 bilhões em despesas diante do crescimento além do esperado da arrecadação no primeiro bimestre do ano. Padilha reforçou que, cerca de metade dos projetos prioritários para ano já foram votados pela Câmara ou pelo Senado.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Efeito de enchentes no RS aparece na inflação de produtos como leite, arroz e batata em SP, segundo IPC-Fipe

Os efeitos das enchentes no Rio Grande do Sul sobre a inflação estão se materializando em alguns itens que compõem o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (IPC-Fipe), que mede o nível de preço na cidade de São Paulo. O coordenador do índice, Guilherme Moreira, destaca pressões recentes observadas no

BNDES aprova financiamento de R$ 117 milhões para prevenção de desastres climáticos no Rio

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante, anunciou na manhã desta segunda-feira (27), a aprovação de um financiamento de R$ 117 milhões para ações de monitoramento, prevenção e resposta a desastres climáticos no município do Rio de Janeiro. O apoio do banco de fomento corresponderá a 90% do investimento

Os ataques de Malafaia contra Alexandre de Moraes na Marcha pra Jesus

No último sábado, 25, durante a Marcha para Jesus no Rio de Janeiro, o pastor Silas Malafaia intensificou seus ataques ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). O evento, que reuniu milhares de evangélicos e contou com a presença de diversos políticos bolsonaristas, foi palco para Malafaia proferir duras críticas e xingamentos