Homem atea fogo ao próprio corpo em frente a tribunal onde Trump é julgado

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos


estados unidos

Um homem ateou fogo ao próprio corpo, nesta sexta-feira (19), do lado de fora do tribunal de Nova York onde acontece o julgamento do ex-presidente Donald Trump. “Um homem ateou fogo em si mesmo do lado de fora da Suprema Corte. Ainda estamos reunindo detalhes no local”, disse um porta-voz do Departamento de Polícia de Nova York. O caso aconteceu enquanto era concluída a seleção do júri que decidirá o destino do magnata. Não estava claro de imediato se o incidente teria alguma relação com o julgamento de Trump, embora tenha ocorrido na rua em frente ao edifício onde o empresário estava sentado no banco dos réus, no 15º andar.

cta_logo_jp

A seleção dos 12 titulares e seis suplentes que vão julgar o magnata tinha acabado de terminar quando a TV local começou a transmitir ao vivo imagens de fumaça saindo do que reportava ser uma pessoa em chamas. Ao que tudo indica, o incêndio teria ocorrido em um estacionamento em frente ao tribunal, diante do qual as autoridades montaram grades para organizar os manifestantes pró e anti Trump, e também alguns veículos de imprensa. O magnata é acusado de tentar ocultar pagamentos a uma ex-atriz pornô para comprar seu silêncio na reta final da campanha eleitoral de 2016, na qual saiu vitorioso. O republicano, o primeiro ex-presidente a se sentar no banco dos réus para um julgamento na Justiça Penal, se declarou inocente das acusações.

*Com informações da AFP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Macron apela por uma Europa forte e soberana, visando ‘defesa e segurança’ diante da ameaça russa

O presidente francês, Emmanuel Macron, fez um apelo na Alemanha, nesta segunda-feira (27), para que se tenha uma Europa mais forte e soberana como garantia da paz, prosperidade e democracia, em um momento que o velho continente atravessa “um momento sem precedentes na sua história” e, diante da ameaça russa, deve pensar na sua própria

Governo de Papua-Nova Guiné eleva para 2.000 estimativa de mortos após deslizamento de terra

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governo de Papua-Nova Guiné afirmou à ONU (Organização das Nações Unidas) que estima haver mais de 2.000 pessoas soterradas após um deslizamento de terra em vilarejos ao norte do país da Oceania, na última sexta-feira (24). "O deslizamento (...) causou grande destruição em construções e plantações e teve um

Justiça da Argentina ordena que governo Milei distribua alimentos às cozinhas comunitárias

A justiça da Argentina ordenou, nesta segunda-feira (27), a distribuição oficial às cozinhas comunitárias de toneladas de alimentos armazenadas em depósitos do Ministério do Capital Humano, mas o governo de Javier Milei anunciou que vai recorrer da decisão porque se trata de reservas “para catástrofes”. “Diante deste grupo que sofre agudamente de insegurança alimentar e