Justiça multa irmão e assessor de prefeita baiana por divulgar pesquisa ilegal

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

A Justiça eleitoral em Monte Santo, na região sisaleira, multou em R$ 53,2 mil duas pessoas ligadas à prefeita Silvânia Matos (PSB). O fato motivador foi a divulgação de uma pesquisa eleitoral, sem registro.

 

Segundo o processo, no dia 6 de março, o assessor da prefeitura Márcio Quintino Silva postou a pesquisa no Facebook, que logo foi compartilhada pelo presidente municipal do Republicanos, Zaqueu Matos, irmão da prefeita Silvania Matos.

 

Os dois foram multados pelo juiz eleitoral Lucas Carvalho Sampaio, da 50ª Zona Eleitoral, em sentença da última segunda-feira (22). A prefeita, por sua vez, não foi penalizada, uma vez que não compartilhou a amostragem.

 

Pela pesquisa, a prefeita aparecia na liderança nas intenções de voto para a eleição deste ano. Ela vai tentar a reeleição em outubro. A ação contra a pesquisa foi feita pelo diretório do PP de Monte Santo. 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Rodoviários e patrões se reunirão no TRT na próxima segunda para discussão sobre dissídio coletivo

Em mais uma tentativa de impedir uma greve geral no transporte público de Salvador, o Sindicato dos Rodoviários e a Integra, associação que representa as empresas de ônibus, terão uma audiência de conciliação do dissídio coletivo no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-5) na próxima segunda-feira (27) às 11 horas.    A segunda reunião da mediação

Carro de presidente da Câmara de SAJ é encontrado em Itaparica

O veículo do presidente da Câmara de Santo Antônio de Jesus, Francisco de Assis Lima Damasceno, Chico de Dega (MDB), foi localizado na ilha de Itaparica, nesta sexta-feira (24), segundo informações obtidas com exclusividade pelo Blog do Valente, parceiro do Bahia Notícias.   Segundo informações, os criminosos atravessaram o ferry-boat saindo de Salvador em direção

TJSP nega novo pedido de liberdade e mantém motorista do Porsche preso

São Paulo – O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) decidiu manter a prisão do empresário Fernando Sastre Filho, de 24 anos, que é acusado de dirigir embriagado, bater seu Porsche em alta velocidade e provocar a morte de um motorista de aplicativo na zona leste de São Paulo. O julgamento sobre o novo