Lula usa gravata em homenagem ao cão Joca: “Gol tem que prestar conta”

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) usou uma gravata em homenagem ao golden-retriever Joca, que morreu ao ser embarcado no voo errado da companhia aérea Gol. O acessório usado por Lula traz desenhos de cachorrinhos.

Em vídeo publicado nas redes sociais, o chefe do Executivo prestou solidariedade e cobrou a empresa aérea e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) por mais fiscalização.

“O cachorro morreu porque ficou oito horas sem tomar água, preso, dentro do avião”, lamentou Lula. “Eu acho que a Gol tem que prestar contas. Eu acho que a Anac tem que fiscalizar isso, e acho que a gente não pode permitir que isso continue acontecendo no Brasil”, pontuou.

A primeira-dama, Janja Lula da Silva, também se manifestou sobre o ocorrido. Ao lado do ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, ela publicou um vídeo em que se diz muito abalada pelo falecimento do animal. “Ele foi tratado como carga, e não como um ser vivo”, criticou.

O ministro afirmou que conversou com a Anac, e enviou um ofício à Gol pedindo explicações sobre o que ocorreu no voo.

Morte em avião O cachorro Joca, de 5 anos, deveria ter saído do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, com destino ao Aeroporto Municipal de Sinop, em Mato Grosso.

A companhia aérea, no entanto, embarcou o cão em um voo para Fortaleza, na capital cearense. O tutor dele, João Fantazzini, só soube do erro ao chegar a Mato Grosso. Ao ser transportado de volta para São Paulo, o animal morreu.

Após o caso, a companhia anunciou a suspensão do transporte aéreo de animais no porão dos aviões da empresa, a partir desta quarta-feira (24). De acordo com o comunicado, os clientes seguem podendo transportar pets na cabine do avião.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

STF decide que União deve definir destino de valores obtidos com condenações e delações

Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que é de responsabilidade da União definir o destino de recursos obtidos com delações premiadas ou condenações criminais em casos em que a lei não prevê uma finalidade específica para esses valores.    O entendimento firmado pela Corte veda que o direcionamento dessas quantias seja fixado pelo

Policiais influencers são presos após compartilhamento nas redes sociais: “Violação de preceitos éticos”

Os policiais militares e influenciadores Alexandre Lázaro "Tchaca" e Ivan Leite cumprirão 15 dias de detenção no Batalhão de Polícia de Choque/ BPChq, em Lauro de Freitas.    De acordo com a Polícia Militar, a prisão dos agentes se deu após conclusão do processo de apuração de conduta disciplinar, por violação dos preceitos éticos e disciplinares

Ex-faxineira de Paula Lavigne e Caetano depõe e acusa ex-governanta

O inquérito sobre o desaparecimento de dólares na casa da produtora Paula Lavigne, casada com Caetano Veloso, ganhou novos contornos nesta segunda-feira (27/5), com o depoimento de uma ex-funcionária do casal, Andressa Carvalho Marques da Silva, que falou como testemunha e fez acusações contra a ex-governanta Edna Paula da Fonseca Santos. O caso veio a