Primeiro-ministro pró-independência da Escócia renuncia ao cargo

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos


escocia

O primeiro-ministro escocês pró-independência, Humza Yousaf, renunciou ao cargo nesta segunda-feira (29), ameaçado por um voto de censura poucos dias após pôr fim ao governo de coalizão entre o seu partido, o SNP, e os ambientalistas. A superação das atuais divisões políticas “só pode ser feita por outra pessoa no comando”, declarou em coletiva de imprensa, acrescentando que permanecerá no cargo até que o seu sucessor seja nomeado. Yousaf, de 39 anos, foi eleito líder do SNP, o Partido Nacional Escocês, em março de 2023, após a renúncia de Nicola Sturgeon. Na última quinta-feira (25), ele anunciou o fim da coalizão governamental entre seu partido e os ambientalistas, uma semana após renunciar a um compromisso climático fundamental. Após a renúncia do primeiro-ministro, o Parlamento terá 28 dias para encontrar um novo primeiro-ministro.

cta_logo_jp

O SNP, o grupo com maior número de deputados no Parlamento local de Edimburgo, governa desde 2021 graças a uma coalizão com o partido Verde. As oposições Conservadora e Trabalhista apresentaram moções de censura contra Yousaf, que serão submetidas a votação esta semana. Os Verdes anunciaram que votarão contra o primeiro-ministro.  Agora sem maioria, o SNP procura novos aliados, mas, segundo a BBC, descartou uma aliança com o Alba, outro partido pró-independência. O partido está ameaçado por uma forte ascensão do Partido Trabalhista na Escócia antes das eleições legislativas britânicas, que ainda não têm data, mas que devem ser marcadas antes do final de janeiro de 2025.

*Com informações da AFP

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Japão em alerta: homem morre em ataque de urso e policiais ficam feridos

Um homem foi encontrado morto e dois polícias ficaram gravemente feridos após um ataque de urso, numa província a nordeste do Japão. A população foi avisada para se manter em alerta. Segundo a Sky News, que cita meios de comunicação japoneses, os polícias foram atacados no sábado (18), na cidade de Kazuno, na província de

Lai Ching-te, novo presidente de Taiwan, toma posse com ilha dividida

PEQUIM, CHINA (FOLHAPRESS) - As cenas de pancadaria no Parlamento de Taiwan correram mundo afora e fizeram o presidente eleito, Lai Ching-te, adiantar-se ao seu aguardado discurso de posse desta segunda-feira (20), publicando em mídia social um apelo aos partidos do próprio governo e da oposição. "Partilho as preocupações de todos sobre o Yuan e

Navio que destruiu ponte nos EUA é rebocado para estaleiro após dois meses

O navio porta-contêineres que atingiu e derrubou a ponte de Baltimore, nos Estados Unidos, foi reflutuado e rebocado nesta segunda-feira (20) para um estaleiro vizinho ao porto após quase dois meses depois do acidente que causou a morte de seis operários que trabalhavam sobre a ponte. Para mover a embarcação aproveitou-se a maré alta. Transferir