PT e PL entram com recurso contra absolvição de Moro na Justiça Eleitoral do Paraná

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos

(FOLHAPRESS) – O PT e o PL entraram nesta segunda-feira (22) no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Paraná com recursos contra a decisão da corte que rejeitou a cassação do senador Sergio Moro (União Brasil). Os apelos devem ser encaminhados ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Os recursos foram protocolados por volta das 23h30 -o prazo para contestações no TRE terminou às 23h59.

No PL, o presidente da sigla, Valdemar Costa Neto, decidiu prosseguir com o recurso apesar da resistência do ex-presidente Jair Bolsonaro.

O recurso do PT, com 218 páginas, foi assinado pelos advogados Luiz Eduardo Peccinin, que já atua para a sigla no Paraná, e Ângelo Ferraro, ligado ao diretório nacional da legenda e que entrou no caso agora. O partido diz que o relator do caso no TRE, Luciano Falavinha Carrasco, “cometeu equívocos na análise das provas”.

Em 9 de abril, por maioria de votos, os juízes do tribunal eleitoral rejeitaram pedido do PT e também do PL para tirar o mandato do ex-juiz da Lava Jato sob a justificativa principal de que o senador teria cometido abuso de poder econômico durante a pré-campanha eleitoral de 2022.

Cada partido entrou com uma proposta de Aije (Ação de Investigação Judicial Eleitoral) contra Moro, no final de 2022, mas as duas representações acabaram tramitando em conjunto no TRE, em função das semelhanças das acusações.

Os partidos pediram a cassação do mandato de Moro, a inelegibilidade dele por 8 anos e a realização de uma eleição suplementar no Paraná para a cadeira de senador.

O julgamento do caso no TRE durou quatro sessões e terminou com um placar de 5 a 2 a favor de Moro, em relação à acusação de abuso de poder econômico.

Além disso, todos os juízes rejeitaram a acusação de uso indevido dos meios de comunicação social e também não reconheceram indícios de caixa dois e triangulação de recursos, mencionados nas Aijes.

Em pronunciamento feito logo após a decisão da Justiça Eleitoral, Moro disse que o julgamento foi “técnico e impecável” e “representa um farol para a independência da magistratura frente ao poder político”.

“As ações rejeitadas estavam repletas de mentiras e de teses jurídicas sem o menor respaldo”, afirmou ele.

Leia Também: TRE-PR retoma hoje julgamento que pode cassar Sérgio Moro

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Flamengo vence Millonarios, fica em 2º no grupo e garante vaga nas oitavas da Libertadores

Sem dificuldades, o Flamengo derrotou o Millonarios por 3 a 0 e garantiu sua classificação nas oitavas da Libertadores. A equipe de Tite ficou terminou a fase de grupos na segunda posição do Grupo E, liderado pelo Bolívar, que venceu o palestino por 3 a 1. Os flamenguistas marcaram presença no Maracanã, no Rio de Janeiro

Câmara gastou quase R$ 53 mil para deputados criticarem Moraes nos EUA

A comitiva de apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) no Congresso Nacional que foi para os Estados Unidos no começo de maio gastou, pelo menos, R$ 52,8 mil dos recursos do Legislativo com diárias e passagens aéreas. Cinco dos oito deputados que foram a Washington, capital, americana, pediram para que a Câmara dos Deputados reembolsasse

Corinthians vence Racing por 3 a 0 e garante vaga direta nas oitavas da Sul-Americana 

O Corinthians entrou em campos nesta terça-feira (28) e, em uma bela atuação, derrotou o Racing, do Uruguai, por 3 a 0, em um jogo que marcou a despedida de Paulinho do time alvinegro. A vitória, válida pela última rodada da primeira fase da Copa Sul-Americana, garantiu a classificação direta dos corintianos às oitavas de