Zelensky reconhece situação complicada da Ucrânia na guerra e prevê meses difíceis: ‘Precisamos de apoio urgente’

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos


zelensky

No dia em que a Rússia reivindicou a captura de uma localidade ao sudoeste da cidade de Donetsk, leste da Ucrânia, um novo avanço de seu Exército contra as tropas ucranianas, as forças de Kiev fizeram um alerta, dizendo que as coisas tendem a ser difíceis nos próximos meses no front da guerra. O chefe da Inteligência Militar ucraniana, Kyrylo Budanov, considerou nesta segunda-feira (22) que a situação no front pode piorar em meados de maio e junho. Será um “período difícil” para a Ucrânia, insistiu. O presidente Volodymyr Zelensky, também alertou que a Rússia busca triunfos marcantes antes de 9 de maio, data na qual é comemorada a vitória soviética sobre a Alemanha nazista. “O exército de ocupação tem a missão, sem levar em consideração as suas próprias baixas, de mostrar algumas vitórias antes de 9 de maio”, escreveu Zelensky em seu canal Telegram.

cta_logo_jp

O americano Instituto para o Estudo da Guerra (ISW), que acompanha diariamente o curso do conflito na Ucrânia, já havia alertado que a Rússia redobrará suas ações em território ucraniano para aproveitar sua superioridade em armas antes que comece a chegar a nova ajuda militar dos EUA. Zelensky reconheceu que a situação é “difícil” para o Exército ucraniano, mas acrescentou que “a chegada da ajuda necessária irá equilibrar a situação”. “É por isso que precisamos de apoio urgente com armas específicas que os nossos aliados possuem”, destacou o chefe de Estado ucraniano.

No sábado (20), após muitos meses de espera, os Estados Unidos aprovaram um pacote de ajuda bilionária para a Ucrânia. Foi aprovada a destinação de US$ 61 bilhões de dólares (cerca de 320 bilhões de reais). Contudo, o texto precisa ser aprovado pelo Senado e promulgado pelo presidente Joe Biden. Nesta segunda, após uma ligação com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, o líder ucraniano afirmou que os dois países haviam “começado a trabalhar em um acordo de segurança”. “Nossas equipes, da Ucrânia e dos Estados Unidos, começaram a trabalhar em um acordo de segurança bilateral”, declarou Zelensky em seu discurso diário.

Biden prometeu nesta segunda a Zelensky enviar a ajuda “rapidamente”, assim que o Congresso a aprovar de forma definitiva, para atender às “necessidades urgentes da Ucrânia”. “Estou grato ao presidente, sua equipe e todos os membros do Congresso dos Estados Unidos”, repetiu o presidente ucraniano em seu discurso. O ucraniano também agradeceu aos norte-americanos por terem aprovado a lei que permite o confisco de bens russos nos Estados Unidos em benefício da Ucrânia. “Isso envia um sinal poderoso a todos os nossos parceiros”, destacou Zelensky, que durante a ligação informou Biden sobre a destruição por parte da Rússia, minutos antes da conversa, de uma repetidora de televisão na cidade de Kharkiv, no leste da Ucrânia. “A intenção russa de tornar a cidade invisível está clara”, disse Zelensky, referindo-se aos numerosos ataques da Rússia contra a cidade nas últimas semanas.

*Com informações da AFP e EFE

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Putin descarta tomar 2ª maior cidade da Ucrânia agora

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta sexta (17) que suas forças querem estabelecer uma zona tampão no norte da região ucraniana de Kharkiv para proteger a população do sul de seu país, e não tomar "neste momento" a capital regional homônima, segunda maior cidade ucraniana. A frase, de

Exército israelense anuncia que corpos de três reféns foram recuperados em Gaza

O Exército israelense anunciou nesta sexta-feira (17), que suas tropas recuperaram os corpos de três reféns na devastada Faixa de Gaza, e que teriam sido “assassinados” pelos seus sequestradores. Os três reféns que foram sequestrados estavam em uma festa rave, que acontecia no dia dos ataques terroristas do Hamas, em 7 de outubro. “Na noite

Israel diz ter recuperado corpos de mais 3 reféns na Faixa de Gaza

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As forças de Israel recuperaram na noite de quinta-feira (16) mais três corpos de reféns que foram levados por terroristas do Hamas para a Faixa de Gaza, anunciaram nesta sexta (17) autoridades do país. As vítimas teriam sido assassinadas no dia 7 de outubro enquanto tentavam fugir do festival de