Davi revela em podcast o que vai fazer com prêmio do BBB 24

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Davi, campeão do BBB 24, em entrevista ao podcast Podpah:

O baiano faturou R$ 3,33 milhões no programa e contou o que vai fazer com o prêmio. “Tenho vontade de ter aqueles carrinhos bons, aqueles Porsches, para dar aquele rolé”

“Quero ir em Paris, jogar aquele velho pôquer. Botar aquele smoking. Levar uma ‘nega’ para comer lá em cima na Torre Eiffel, jantar romântico”

Ele também revelou que quer um comprar um jet ski. “Tenho vontade de conhecer muitos países. É um momento de viver. Ir para Maldivas. Vou comprar meu jet ski, porque eu gosto de pescar”.

Davi afirmou querer levar uma vida de ostentação. “As pessoas veem um negão desse aqui chegando no topo: ‘porque é preto, tem que vender água’. Não existe isso não, parceiro”.

“O preto não pode subir mais não? Tem que ser um garçom? O preto não pode mais comprar um uísque? Eu sou essa pessoa que pode chegar no topo. Isso é racismo. É porque eu sou negão. ‘Davi não merece chegar lá’. Mereço, sim e estou vivendo”.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Saiba quem é o CEO que ganhou mais de US$ 16 bilhões em 2 dias

Jensen Huang, o CEO e cofundador da fabricante de chips Nvidia, tem o hábito irritante – principalmente para seus concorrentes – de fazer fortunas em menos de 24 horas. Foi assim nesta quinta-feira (23/5), quando ele faturou US$ 7,65 bilhões (o equivalente a R$ 39,4 bilhões). E já havia sido assim em fevereiro, também numa

Saiba quem é Matteo, filho de Andrea Bocelli que também é tenor

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Andrea Bocelli, 65, e seu filho Matteo Bocelli, 26, têm encantado o público com a turnê pelo Brasil. O cantor italiano vem dividindo o palco com seu filho, que também é tenor. Em uma apresentação realizada na Arena BRB Mané Garrincha, em Brasília, eles emocionaram seus fãs, além de contar

Artista quebra tabu e retrata sexualidade de pessoas com deficiência

O capacitismo, termo recente que designa o preconceito com pessoas deficientes, infelizmente, está enraizado e presente em todas as áreas, inclusive na sexualidade. Foi pensando nisso que o jornalista, diretor e roteirista Daniel Gonçalves idealizou o projeto Assexybilidade, que engloba um documentário sobre o sexo e sexualidade de pessoas deficientes, além de uma exposição fotográfica.