Desmoronamento de edifício em Madrid deixa duas pessoas soterradas

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Ao menos duas pessoas ficaram presas após o desabamento de um edifício antigo em processo de reabilitação em Madrid, Espanha.

Um forte contingente de equipes de emergência médica foi enviado para o local.

Duas pessoas ainda estão retidas, enquanto uma terceira vítima, resgatada pelos bombeiros, sofreu uma fratura na perna e múltiplos ferimentos, sendo transportada para o hospital.

Os dois indivíduos presos são trabalhadores da construção. De acordo com a Antena 3, o colapso do edifício ocorreu devido ao desmoronamento da laje do piso

Leia Também: Jovem morre atropelado por metrô após descer à linha para urinar

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Justiça da Argentina ordena que governo Milei distribua alimentos às cozinhas comunitárias

A justiça da Argentina ordenou, nesta segunda-feira (27), a distribuição oficial às cozinhas comunitárias de toneladas de alimentos armazenadas em depósitos do Ministério do Capital Humano, mas o governo de Javier Milei anunciou que vai recorrer da decisão porque se trata de reservas “para catástrofes”. “Diante deste grupo que sofre agudamente de insegurança alimentar e

Menino de 15 anos com distúrbio neurológico é atacado por urso nos EUA

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Um menino de 15 anos, que possui distúrbio neurológico raro, foi atacado por um urso-negro dentro de casa, no Arizona (EUA). Brigham Hawkins estava assistindo a um vídeo no YouTube. O garoto foi surpreendido pelo animal, que veio por trás e o atacou duas vezes em seu rosto. O animal

Israel faz ataque aéreo no sul da Faixa de Gaza e deixa ao menos 45 mortos

Um ataque aéreo israelense neste domingo (26) em um centro de deslocados (local de ajuda humanitária) próximo à cidade de Rafah, no sul de Gaza, deixou pelo menos 45 mortos e dezenas de feridos. O Ministério de Saúde de Gaza, controlado pelo Hamas, classificou o ataque como um “massacre horroroso” e informou que a maioria