EUA concluem construção de cais temporário para ajuda humanitária em Gaza, mas não podem realizar instalação

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos


faixa de gaza

Os Estados Unidos concluíram a construção de um porto temporário da Faixa de Gaza, contudo, sua instalação não pôde ser realizada devido às condições meteorológicas, anunciou o Pentágono nesta terça-feira (7). “No dia de hoje, a construção das duas partes” do cais “está finalizada”, mas elas ainda precisam ser transportadas para sua localização final, disse aos jornalistas a porta-voz adjunta do Pentágono, Sabrina Singh. “Hoje segue o prognóstico de ventos e ondulações fortes, o que está provocando condições inseguras para o traslado dos componentes do JLOTS”, acrônimo para o porto artificial. “Sendo assim, os segmentos do cais e os navios militares […] seguem posicionados no porto de Ashdod”, em Israel, disse Singh, acrescentando que o Exército está preparado para transladá-las “em um futuro próximo”.

cta_logo_jp

Diante da negativa de Israel de facilitar a entrada de ajuda por terra ao território palestino sitiado, mergulhado em uma catástrofe humanitária, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou no começo de março a construção desta instalação, cujo custo chegará a cerca de 320 milhões de dólares (R$ 1,6 bilhão). Quando o clima permitir, o porto será ancorado na costa de Gaza por soldados israelenses para evitar a presença de tropas americanas no terreno. A ajuda humanitária chegará de barco através de uma plataforma flutuante em frente à costa de Gaza e depois será levada ao porto, de onde será transportada para o território em caminhões.

Uma porta-voz da Casa Branca disse na terça-feira que os Estados Unidos consideram “inaceitável” o fechamento por parte de Israel de dois importantes pontos de entrada de ajuda humanitária em Gaza: Rafah e Kerem Shalom. “As passagens fronteiriças fechadas devem ser reabertas e é inaceitável que permaneçam fechadas”, disse Karine Jean-Pierre, secretária de imprensa da Casa Branca, durante coletiva na qual informou esperar que a de Kerem Shalom seja reaberta na quarta-feira.

*Com informações da AFP

 

 

 

 

 

 

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Homem que atirou em grávida e matou bebê no Brasil é preso na Itália

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Um brasileiro, procurado há quase um ano por ter atirado contra a ex-companheira grávida e matado o bebê foi detido nesta terça-feira (28) no sul da Itália. Crime foi cometido no Brasil, informou polícia italiana. O homem foi acusado por homicídio e tentativa de homicídio por ter causado ferimentos graves

Papa Francisco pede desculpas por frases consideradas homofóbicas, anuncia Vaticano

O papa Francisco, de 87 anos, pediu desculpas nesta terça-feira (28) por ter usado uma expressão do dialeto romano, “frociaggine”, um termo considerado vulgar e depreciativo aos homossexuais, segundo um comunicado divulgado pelo Vaticano. “O papa nunca teve a intenção de ofender ou de se expressar em termos homofóbicos e pede desculpas àqueles que se

Cortina instalada para bloquear visão do Monte Fuji e ‘espantar’ turistas, é perfurada em dez locais diferentes

A polêmica cortina que foi instalada para bloquear a vista do Monte Fuji, popular entre os turistas, foi perfurada em dez locais diferentes em Fujikawaguchiko, no Japão, disse um funcionário municipal. Embora a medida tenha servido para evitar aglomerações, cerca de dez buracos foram feitos na malha, apesar da presença de um segurança entre às