Justiça mantém indenização do Flamengo a família de vítima do Ninho

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

A Justiça do Rio de Janeiro manteve na última terça-feira (7/5) o valor da indenização que o Flamengo terá de pagar à família de Christian Esmério, uma das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu em 2019. O Flamengo foi condenado a pagar R$ 2,9 milhões aos familiares de Christian.

A família do jovem foi a única que não fez um acordo com o Flamengo e buscou a Justiça. Em fevereiro, o clube foi condenado a pagar, a título de danos morais, R$ 1,4 milhão ao pai e a mesma quantia à mãe do jovem. Ao irmão foi determinado o repasse de R$ 120 mil. Além disso, a Justiça ordenou o pagamento de pensão de cinco salários mínimos aos pais de Christian até a data em que o jovem completaria 45 anos ou até a morte dos pais.

Após a decisão, o Flamengo questionou os valores da indenização. A família do atleta também recorreu, alegando que um irmão de criação de Christian foi deixado de fora da reparação. O juiz André Aiex manteve os valores das indenizações e detalhou outros pontos do julgamento.

O magistrado decidiu que a pensão deve ser paga retroativamente, a partir do dia do incêndio do Ninho do Urubu, em 2019. A quantia que o Flamengo já enviou à família, de R$ 5 mil mensais, será descontada desse retroativo.

Caso um dos pais morra antes da data em que Christian completaria 45 anos, o valor da pensão será reduzido pela metade. Por fim, o magistrado negou o pedido de indenização ao irmão de criação de Christian. O juiz afirmou que o jovem, apesar de ter laços afetivos com a vítima, só foi apresentado ao longo do processo judicial.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Gabriela Prioli fará palestra magna de abertura da II Conferência Estadual da Jovem Advocacia Baiana

A conferência magna da noite de abertura da II Conferência Estadual da Jovem Advocacia Baiana será feita pela mestre em Direito Penal pela USP, a advogada Gabriela Prioli. O evento será no dia 5 de junho, a partir das 18h30, no Centro de Convenções de Salvador.    Com milhares de seguidores nas redes sociais, a

Três mortes são registradas em ações policiais em Salvador; veja bairros

Salvador registrou ao menos três mortes de suspeitos em confrontos com policiais militares entre a tarde de quarta-feira (29) e madrugada desta quinta (30). De acordo com a Polícia Militar, o primeiro confronto aconteceu na Rua Luís Eduardo Magalhães, no bairro de Itapuã, na tarde de quarta, e terminou com as mortes de dois homens.

Brigadeirão: empresário envenenado era “bondoso e sozinho”, diz primo

O empresário Luiz Marcelo Antônio Ormond, encontrado morto no apartamento onde morava, no bairro Engenho Novo, no Rio de Janeiro, dizia estar feliz com seu novo relacionamento, segundo o primo dele, Bruno Luiz Ormond. A namorada da vítima, Júlia Andrade Cathermol Pimenta, é suspeita de matar o empresário com um brigadeirão que continha 50 comprimidos