Motociclista é preso trafegando na BR 324 com CNH falsa

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Um motociclista flagrado com uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsificada, foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), no km 620 da BR 324, em Salvador. 

De acordo com a PRF, o condutor de uma Honda/NXR 160 tentou passar pela fiscalização na manhã da última quinta-feira (2), quando uma equipe abordou a moto. Os policiais solicitaram os documentos do veículo e do condutor. Foi neste momento que o motociclista apresentou uma CNH com indícios de falsificação.

Após perceberem que algumas características da documentação possuíam dados divergentes, os PRFs questionaram o homem. Ele admitiu que adquiriu a carteira de habilitação por meio de um conhecido.

Os policiais descobriram também que ele possuía o registro de uma CNH, no sistema do órgão de trânsito, vencida desde o ano de 2016.

O homem foi preso e encaminhado à Polícia Federal. Ele irá responder pelo crime de uso de documento falso (art. 304) do Código Penal.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Suspeito de integrar ‘Central de Fake News’ é alvo de operação na RMS

Um homem suspeito de integrar 'central de fake news' com atuação no Rio Grande do Norte foi preso, nesta segunda-feira (27), após mandado de busca e apreensão cumprido em sua residência, no município de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador.    A ação ocorreu como parte do desdobramento da 'Operação DesFarsa', deflagrada pelo

Inquilina é morta, na frente do filho de dois anos, por ex-namorado de dona do imóvel

Uma mulher foi morta a facadas enquanto dormia ao lado do seu filho de dois anos na cidade de Guaramirim, em Santa Catarina. O suspeito do crime é o ex-companheiro da proprietária do imóvel. Após o crime, o homem filmou a cena e foi preso preventivamente.   De acordo com o G1, a ex-companheira dele

Cárcere privado: mulher apagou contatos, prendeu e agrediu namorada

O caso de terror da jovem de Curitiba encontrada em cárcere privado em Brasília envolveu um relacionamento abusivo. A autora do crime agrediu a vítima, excluiu todos os contatos do celular dela, apagou mensagens do WhatsApp e a impediu de sair de casa sozinha. A curitibana ainda tinha que trabalhar dentro da residência, sem receber