Nunes anuncia mais R$ 100 milhões para incentivar retrofit no centro

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos

São Paulo — O prefeito da capital, Ricardo Nunes (MDB), anunciou nesta quarta-feira (8/5) um pacote de R$ 100 milhões que serão doados, a fundo perdido, para empresas que apresentem projetos de retrofit (restauração) de prédios vazios na região central de São Paulo.

O anúncio faz parte de um programa de subvenções que reserva até R$ 1 bilhão para os empreendimentos no centro da cidade, lançado pelo prefeito em novembro do ano passado.

O projeto prevê que a Prefeitura pagará até 25% do valor das obras, sem necessidade de reembolso à cidade, para que os prédios possam voltar a ter funções de moradia ou atividades comerciais e, assim, ajudar a repovoar a região, degradada pela miséria e a violência.

O anúncio da nova etapa de investimentos foi feito na cobertura do Edifício Virgínia, um antigo prédio modernista da Rua Martins Fontes, perto da Rua Augusta, aberto em 1951 e que está sendo reformado e dará lugar a um empreendimento residencial de luxo com bosque no terraço e restaurante.

O prédio fica na frente de uma das ocupações mais icônicas da cidade, a Ocupação 9 de Julho, um complexo que abriga 120 família e é palco de diversos eventos culturais do centro.

“O Edifício Virgínia estava há 10 anos sem uso”, disse Nunes. “É uma das ações da Prefeitura para a gente poder recuperar o centro, atuando dentro do contexto de fazer as coisas corretamente, dentro da legislação, para ofertar habitação para todas as classes sociais da cidade, em especial para HIS1 [Habitação de Interesse Social], destinada a pessoas que ganham até três salários mínimos, e fazendo um contraponto àquele prédio que a gente olha ali, de invasão”, completou o prefeito, referindo-se à Ocupação 9 de Julho.

Nunes defendeu a política de incentivos em dinheiro para retrofit e destacou que a proposta da Prefeitura é destinar 60% dos recursos para a construção de moradias populares.

“Vai ser, com certeza absoluta, um grande sucesso. Todas as grandes cidades do mundo que revitalizaram seus centros tiveram ações de incentivo, tanto fiscal quanto financeiro, para você pegar os prédios ociosos e poder dar ali uma destinação, recuperar esse prédios que deixam a cidade feia. Não se pode pegar um prédio abandonado e recuperar ele se não houver um incentivo do governo”, afirmou o prefeito.

A primeira rodada de incentivos foi anunciada em novembro do ano passado. A segunda etapa, cuja autorização foi assinada nesta quarta, terá os detalhes publicados no Diário Oficial da cidade desta quinta-feira (9/5).

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Três mortes são registradas em ações policiais em Salvador; veja bairros

Salvador registrou ao menos três mortes de suspeitos em confrontos com policiais militares entre a tarde de quarta-feira (29) e madrugada desta quinta (30). De acordo com a Polícia Militar, o primeiro confronto aconteceu na Rua Luís Eduardo Magalhães, no bairro de Itapuã, na tarde de quarta, e terminou com as mortes de dois homens.

Brigadeirão: empresário envenenado era “bondoso e sozinho”, diz primo

O empresário Luiz Marcelo Antônio Ormond, encontrado morto no apartamento onde morava, no bairro Engenho Novo, no Rio de Janeiro, dizia estar feliz com seu novo relacionamento, segundo o primo dele, Bruno Luiz Ormond. A namorada da vítima, Júlia Andrade Cathermol Pimenta, é suspeita de matar o empresário com um brigadeirão que continha 50 comprimidos

TJ-BA arrecada mais de 800 kg de alimento e 500 litros de água para o Rio Grande do Sul

A campanha, promovida pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) para arrecadar donativos para as vítimas da enchente no Rio Grande do Sul, chegou ao fim. Foram necessários dois caminhões para carregar toda a solidariedade enviada por servidores, magistrados e demais colaboradores por meio de alimentos, água, roupas, itens de higiene pessoal e ração para