Tocha Olímpica desembarca na França a 79 dias dos jogos de Paris

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos


tocha olimpiaca

A chama olímpica dos Jogos de Paris 2024 chegou ao solo francês nesta quarta-feira (8), após desembarcar no porto de Marselha depois de ter viajado desde a Grécia a bordo do Belém, um veleiro com mais de um século de história. O nadador francês Florent Manaudou, dono de quatro medalhas olímpicas, entre elas uma de ouro nos 50 metros livre nos Jogos de Londres 2012, foi o encarregado de descer da embarcação com a tocha, que agora inicia um percurso por toda a França, incluindo seus territórios ultramarinos, até a cerimônia de inauguração, no dia 26 de julho. Manaudou, que é de Marselha iniciou o revezamento da chama, passando o fogo para a campeã paralímpica de atletismo Nantenin Keita, filha do músico malinês Salif Keita, que depois passou a tocha para o astro rap Jul, responsável por acender a pira olímpica.

cta_logo_jp

“Paris 2024 escolheu dois atletas, um olímpico e uma paralímpica, para a chegada da chama a Marselha. Esse primeiro revezamento em solo francês simboliza a ambição de aproximar e unir os Jogos Olímpicos (26 de julho – 11 de agosto) e Paralímpicos (28 de agosto – 8 de setembro)”, ressaltou o Comitê Organizador dos jogos. Jul, que cantou no palco, foi o convidado surpresa no desembarque da chama, evento que contou com a presença do presidente da França, Emmanuel Macron, acompanhado de sua esposa, Brigitte. Macron destacou que o ato foi “um sucesso formidável” e desejou que os Jogos representem “um momento de união” no país.

A chama olímpica chegou a Marselha 79 dias antes do início dos Jogos de Paris 2024 sob um forte esquema de segurança. A Grécia entregou a chama à França no dia 26 de abril no estádio Panathinaiko de Atenas, onde aconteceram os primeiros Jogos Olímpicos da era moderna, em 1896. O acendimento da chama aconteceu dez dias antes nas ruínas da antiga Olímpia, seguindo o ritual da antiguidade. Antes de embarcar no Belém rumo à França, houve um giro pela Grécia de 5 mil quilômetros com revezamento de 600 pessoas, visitando locais emblemáticos como as ruínas de Maratona e a Acrópole de Atenas.

*Com informações da AFP

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Trump diz que Rússia libertará jornalista dos EUA preso caso vença eleição

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira (23) que vai usar sua relação pessoal com o presidente russo, Vladimir Putin, para conseguir a soltura do jornalista Evan Gershkovich, do Wall Street Journal. Trump disse em uma publicação de sua rede social, a Truth Social

Lula lamenta morte de brasileiro sequestrado pelo Hamas

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou, por meio das redes sociais, a morte do brasileiro Michel Nisembaum, de 59 anos. O Exército israelense anunciou nesta sexta-feira (24) que recuperou os corpos de três reféns sequestrados em outubro de 2023 pelo grupo palestino Hamas, entre eles, o de Nisembaum. O presidente disse que o

Cineasta que fugiu a pé do Irã estreia filme sobre resistência no Festival de Cannes

O cineasta iraniano Mohammad Rasoulof causou comoção no Festival de Cannes nesta sexta-feira (24) com a exibição do filme “The seed of the sacred fig”, que concorre à Palma de Ouro deste ano. O longa é uma homenagem à resistência do povo iraniano e especialmente das mulheres. Foi uma das estreias de maior suspense de