Moro pode desistir de candidatura a Presidente e filia-se ao União Brasil

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto
O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, decidiu nesta quinta-feira (31/3) sair do Podemos e se filiar ao União Brasil. Ele lançaria sua pré-candidatura à presidência da República nas eleições deste ano pelo antigo partido, mas desistiu da disputa e agora tem duas cartas na manga: uma aliança com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), ou candidatura ao Senado Federal ou Câmara.
A decisão foi tomada no último dia da troca de partido, já que a janela partidária se fecha nesta sexta-feira (1°/4). Com a troca de partidos, ele ainda tem mais negociações a fazer: ser vice na chapa de Eduardo Leite ou se candidatar ao Senado ou à Câmara dos Deputados.
 
Luciano Bivar, presidente do União Brasil, tem conversado com Moro, Doria, Eduardo Leite e Simone Tebet para uma candidatura única do chamado ‘Centrão’.
Com a desistência do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), de disputar a Presidência, Moro e a equipe avaliam se Leite pode se fortalecer para a 3ª via. Se for decidido que esta opção não o agrada, ele pode disputar a vaga ao Senado ou à Câmara. O ex-ministro tem reunião com a equipe de campanha  e avalia os cenários para tomar a melhor decisão. 
 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Marido de vereadora é baleado durante briga política em Pernambuco

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O marido de uma vereadora de Paulista (PE) foi baleado na perna durante uma discussão com a equipe de outra parlamentar da mesma cidade, nesta quarta-feira (24). A vítima foi identificada como Rafael Almeida da Silva, 27. Ele é casado com a vereadora Irmã Cassiane (PCdoB). O caso ocorreu na

8% dos eleitores de Bolsonaro e 7% dos de Lula acreditam que Terra é plana, aponta Datafolha

A Terra é plana para 8% dos eleitores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), contra 7% dos eleitores do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), segundo relatório do instituto Datafolha. A pesquisa, realizada entres os dias 8 a 11 de abril deste ano, perguntou aos brasileiros sobre o formato do planeta Terra. No resultado, foi

Google passará a vetar anúncio político em buscas e YouTube após regra eleitoral do TSE

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Google anunciou que atualizará suas políticas para deixar de permitir a veiculação de anúncios políticos no Brasil via Google Ads, o que inclui YouTube, resultados na busca e demais tipos de publicidades contratadas pela ferramenta da empresa. Em nota, a empresa diz que essa atualização "acontecerá em maio tendo