Alexandre de Moraes estabelece multa de R$ 405 mil a Daniel Silveira

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta terça-feira, 3, que o deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) pague a multa imposta de R$ 405 mil. O magistrado também manteve as restrições impostas ao parlamentar, como o uso de tornozeleira eletrônica. No despacho, o qual a Jovem Pan teve acesso, Moraes alega que, �??verificada a não observância das medidas cautelares impostas em 27 (vinte e sete) ocasiões distintas, caracterizados como descumprimentos autônomos, e considerando a multa diária fixada e referendada pelo Pleno da Suprema Corte, é exigível a sanção pecuniária no valor total de R$ 405.000,00 (quatrocentos e cinco mil reais) em desfavor do réu Daniel Lúcio da Silveira�?�.

Para que o pagamento seja executado, o magistrado enviou um ofício ao Banco Central e solicitou o bloqueio das contas bancárias de Silveira. Moraes também exigiu que o BC comunique o STF da restrição. A determinação terá de ser cumpridas no prazo de 24 horas pelas �??instituições financeiras, abrangendo todos os ativos financeiros mantidos no sistema financeiro nacional, incluindo contas de depósitos à vista [contas-correntes], de investimento e de poupança, depósitos a prazo, aplicações financeiras e demais ativos sob a administração e custódia da instituição participante, incluindo Certificados de Depósito Bancário (CDB), operações compromissadas, letras, recibo de depósitos bancários (RDB), ações e todas as outras aplicações financeiras�?�.

O magistrado ressalta em sua decisão que Daniel Silveira descumpriu uma série de determinações judiciais. Segundo o documento, foram dois descumprimentos à proibição de conceder entrevistas, três de participar de eventos públicos e 22 descumprimentos à ordem de monitoramento eletrônico do parlamentar. �??As condutas do réu, que insiste em desrespeitar as medidas cautelares impostas nestes autos e referendadas pelo Plenário do Supremo Tribunal Federal, revelam o seu completo desprezo pelo Poder Judiciário, comportamento verificado em diversas ocasiões durante o trâmite desta ação penal e que justificaram a fixação de multa diária para assegurar o devido cumprimento das decisões desta Corte�?�, afirma Alexandre de Moraes. O parlamentar ainda terá 24 horas para se apresentar à Secretaria de Administração Penitenciária do Distrito Federal para substituir a tornozeleira eletrônica a um novo dispositivo.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Estados do Sul e Sudeste assinam pacto contra o crime organizado

Estados do Sul e do Sudeste firmaram no sábado, dia 2, um Pacto Regional de Segurança Pública para enfrentar o crime organizado. Um gabinete integrado de inteligência será criado para compartilhar informações e os policiais farão cursos conjuntos para aumentar a integração entre as forças de segurança e padronizar procedimentos e técnicas. O pacto propõe

Ministros do STF veem ilegalidade em anistia a Bolsonaro e preveem derrubada de medida

MATHEUS TEIXEIRABRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) afirmam nos bastidores que não há chance de uma possível anistia a Jair Bolsonaro (PL) ou a condenados por participação nos ataques de 8 de janeiro ter validade e ser implementada para livrar o ex-presidente e seus aliados de eventual julgamento na corte.

Barbeiro de 20 anos é condenado a 11 anos e seis meses de prisão por participar do 8 de Janeiro

O Supremo Tribunal Federal (STF) condenou nesta sexta-feira, 1º, o barbeiro piauiense João Oliveira Antunes Neto a 11 anos e seis meses de prisão por participação nos atos golpistas de 8 de Janeiro. Antunes Neto tem 20 anos, e além de barbeiro, se identifica como um "jovem cristão pregador do evangelho de Jesus Cristo". O