João Leão justifica desistência de candidatura ao Senado pela idade:

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

João Leão justifica desistência de candidatura ao Senado pela idade: 'Não é fácil'

Foto: Mauricio Leiro / Bahia Notícias

O vice-governador João Leão (PP) justificou, em pronunciamento feito na tarde desta terça-feira (3), sua desistência da candidatura ao Senado pela idade. Ao lado do pré-candidato ao governo do estado ACM Neto (UB) e do deputado federal Cacá Leão (PP), seu filho, ele confessou que, apesar de não ter problemas de saúde, tem enfrentado dificuldade para acompanhar o ritmo da pré-campanha.

�??Por que isso? Eu aguentar o ritmo da ligeireza antes era tranquilo. Mas aguentar o ritmo do bonitão aqui [ACM Neto] não é fácil não. Mas não é fácil mesmo. Tivemos dias que fizemos cinco municípios em um dia. Eu fiz um piseiro, que todos vocês viram, de três quilômetros de extensão. E Neto me ensinando a dançar o piseiro, que eu não sabia. Então, simplesmente, é por isso�?�, explicou o vice-governador.

Leão contou que fez um check-up em uma unidade de saúde em São Paulo antes da pré-campanha, onde nenhum problema de saúde foi identificado. Mas, comparando sua idade com as de seu filho e de ACM Neto, exemplificou a diferença física entre eles.

�??Não tenho nenhum problema de saúde. Fiz um check-up lá em São Paulo, zero quilômetro. Antes da campanha, eu fiz. Só que eu tenho 76 anos, gente. Quantos anos você tem, Neto? 43. Quantos anos você tem, Cacá? 42. Então, a diferença é muito grande. Não é fácil. Agora, nós vamos ter, em vez de um só, dois leões lutando pelo seu povo�?�, disse.

Ainda de acordo com Leão, a decisão de escolher Cacá para substituí-lo na candidatura ao Senado pela chapa de ACM Neto foi coletiva do Progressistas, com participação de diversas lideranças da sigla.

�??Em uma reunião com nosso partido, todos os companheiros do partido, todas aquelas pessoas que têm influência no nosso partido: prefeitos, presidente da UPB, todos os deputados federais, todos os deputados estaduais, a maioria dos candidatos a deputado federal e estadual, nós decidimos que o meu sucessor – não fui eu quem decidiu não, viu? – será o deputado Cacá Leão�?�, afirmou.

Em março, o vice-governador João Leão deixou a base de apoio ao governo Rui Costa (PT) para se lançar a senador na chapa liderada pelo União Brasil. Entretanto, de repente, na noite desta segunda-feira (2), foi revelada nos bastidores a desistência de Leão e a assumpção da vaga por seu filho, Cacá (saiba mais aqui).

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Bolsonaro pode ser preso se incitar crime durante ato no domingo na avenida Paulista

(FOLHAPRESS) - Jair Bolsonaro (PL) pode ser preso se fizer apologia ou incitação ao crime durante manifestação convocada por ele na avenida Paulista, em São Paulo, neste domingo (25), afirmam especialistas. Os profissionais, entretanto, divergem sobre se a mera convocação do ato já poderia ensejar uma prisão preventiva, uma vez que o ex-presidente é investigado

Lula escolhe novo juiz, e TRE-PR deve marcar data do julgamento de Moro

(FOLHAPRESS) - O presidente Lula (PT) escolheu o advogado José Rodrigo Sade para a cadeira de juiz do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Paraná, corte que julgará o senador Sergio Moro (União Brasil) em um processo com pedido de cassação movido pelo PT e pelo PL. A nomeação de Sade, que figurava em uma lista

STF vê ‘omissão’ e torna réus oficiais da antiga cúpula da PM do DF

O Supremo Tribunal Federal colocou no banco dos réus sete oficiais da antiga cúpula da Polícia Militar do Distrito Federal acusados pela Procuradoria-Geral da República de omissão ante os atos golpistas de 8 de janeiro. Para a PGR, a conduta dos agentes favoreceu a invasão e a depredação dos prédios dos três Poderes em Brasília.