Pacheco pós reunião com Fux: ‘Temos obrigação de deter a escalada da crise’

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto
O presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), se reuniu, na tarde desta terça-feira (3/5), com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, para discutir a tensão entre os Poderes.

De acordo com o senador, ambos têm a �??obrigação de preservar a democracia e garantir que as eleições aconteçam dentro da normalidade�?�.


Veja: especial multimídia Beabá da Política
�??Não podemos permitir que o acirramento eleitoral interfira na boa relação que deve existir entre o Poder Judiciário, o Poder Executivo e o Poder Legislativo�?�, disse Pacheco ao deixar o encontro. 
Para o senador, os chefes de poderes “têm a obrigação de conversar entre si para deter a escalada de uma crise”.

O encontro aconteceu em meio à crise institucional da Corte com o Executivo, intensificada após indulto concedido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ).
Os atritos se agravaram após a participação do presidente nos atos do dia 1º de Maio, que tinham, entre as pautas, o fechamento do STF e intervenção militar.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Valdemar e Torres destoam de Bolsonaro e militares e falam à PF sobre trama golpista

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, e o ex-ministro da Justiça Anderson Torres destoaram de outros aliados de Jair Bolsonaro (PL) e responderam às perguntas da Polícia Federal durante depoimento nesta quinta-feira (22) referente às investigações sobre os planos discutidos no fim de 2022 para um golpe de Estado contra

PT e Centrão se unem para quebrar acordo e retirar PL da presidência da CCJ

O PT e o Centrão articulam para quebrar um acordo firmado no começo do ano passado e tirar o PL, partido do ex-presidente Jair Bolsonaro, da presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara neste ano. Se o plano se consolidar, a CCJ, o colegiado mais importante de todos da Casa, ficará com

Juiz arquiva investigação sobre Haddad por suspeita de caixa 2 nas eleições de 2012

A Justiça Federal em São Paulo decretou o arquivamento de uma investigação policial sobre o ministro da Fazenda Fernando Haddad por suspeita de caixa 2 nas eleições municipais de 2012 - na ocasião, o petista disputou e venceu o pleito, derrotando o tucano José Serra na corrida à Prefeitura da Capital. A decisão judicial acolhe