TAGS

Conheça homem em situação de rua que viralizou ao cantar ‘Vento no Litoral’

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

�??Já que você não está aqui, o que posso fazer é cuidar de mim�?�. Esse verso da canção �??Vento no Litoral�?�, da banda Legião Urbana fez com que o pintor e morador em situação de rua, Daniel Dias, de 42 anos, lembrasse da esposa. Na última sexta-feira (27/5), ele passou na porta do bar Point 126, em Santos (SP), e pediu para cantar uma música no karaokê. A interpretação da banda brasiliense emocionou a dona do bar, que decidiu gravar um vídeo da apresentação.

Em seguida, a empresária e psicóloga, Vanessa Barros, compartilhou o vídeo em um grupo e fez com que mais pessoas se emocionassem com a história de Daniel. �?? Quando ele começou a cantar, eu vi que ele estava cantando com tanta emoção, como se estivesse vivendo a música e aí eu resolvi filmar e depois eu postei no (grupo) �??Viver em Santos�??.�?�, conta. 

 

 

Com a repercussão do vídeo, Vanessa recebeu uma mensagem pedindo ajuda para encontrar o Daniel e oferecer uma vaga em uma clínica de reabilitação. �??Eu fui encontrá-lo ontem à tarde, quando ele apareceu aqui pedindo almoço e aí eu conversei com ele, contei da repercussão do vídeo e que têm pessoas querendo ajudar e ele aceitou�?�, relata.

Nesta terça-feira (31/5), Daniel voltou para o bar Point 126, desta vez para encontrar o pastor que vai levá-lo para a clínica em Inhaem. O homem, que fez aniversário no domingo (29/5), comemora ter ganhado de presente uma oportunidade de recomeçar. �?? Estou doido para o pastor chegar logo e recomeçar minha vida. Poder tomar um banho quente, sair dessa friagem e fazer minha barba�?�, afirma.

Cinco meses na rua

Daniel conta que se separou há cinco meses e, depois do divórcio, não tinha condições de pagar o aluguel e entrou em depressão. Por isso, acabou indo morar na rua. Vanessa conta que Daniel é pintor profissional, mas que, por causa da pandemia, perdeu o emprego e não conseguiu uma nova oportunidade.

Há cerca de um mês, ele chegou a Santos, no litoral paulista. A escolha pela nova cidade envolve não apenas o amor pelo mar, mas, por conta da construção de prédios, a possibilidade de conseguir um emprego. 

Durante o tempo na rua, Daniel passou a fazer uso de álcool. �??Todo dia. Acordo de manhã e tomo uma (dose) para ficar mais alegre e esquecer do passado. �? uma ilusão, mas até então eu acreditava nisso�?�, desabafa. 

Além do álcool,  Daniel cita o frio e ter que pedir comida como grandes dificuldades de se viver na rua. Mas, mais do que isso, ele sofre com a falta da ex: �??Eu amo ela (sic) muito, mas acho que não tem mais jeito. Ela saiu de casa falando que ia voltar, mas a família não deixou, sinto muito a falta dela�?�.

O poder da música

Vanessa conta que o karaokê tem feito sucesso entre os clientes, especialmente os mais velhos. �??Eu coloquei o karaokê porque a música é uma terapia para a alma, através dela, você consegue se expressar, sentir o que você está vivendo. Principalmente depois da pandemia, o karaokê tem atraído muito público�?�, relata.

No vídeo, é possível ver outro homem emocionado, que chega a abraçar o pintor. Daniel conta que escolheu �??Vento no Litoral�?? por ser uma música que sempre gostou, mas também como um lembrete após o fim do relacionamento. �??O que posso fazer é cuidar de mim�?�, conta, citando o verso da canção. 

“Vento no litoral” é um dos sucessos do disco “V” da Legião Urbana, lançado em 1991, e que contém ainda “O teatro dos vampiros” e “Metal contra as nuvens”. Uma das interpretações mais conhecidas da música é da cantora Cássia Eller, que começou a carreira em Brasília, como Renato Russo.

Além da oportunidade, a música trouxe uma amiga: Vanessa. Apesar de já terem se encontrado antes, quando o homem ia ao bar pedir comida, depois do vídeo, eles se tornaram mais próximos. �??�? coisa de Deus. Por causa dela, agora vou sair da rua�?�, finaliza.

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Corredor morre após passar mal em prova e ser internado com xixi preto

Um homem de 50 anos morreu em Caruaru, nesta quarta-feira (24/1), após complicações de saúde provocadas por rabdomiólise, doença ocasionada por uma lesão muscular aguda que deixa o xixi preto. Identificado como Dorgival Celerino do Nascimento havia participado de uma prova de corrida e foi internado devido ao esforço físico. A prova de 14 quilômetros

Caso Marielle: regularização de condomínio pode ter motivado morte, diz site

A Polícia Federal investiga se a regularização de condomínio na Zona Oeste do Rio de Janeiro teria motivado o assassinato da ex-vereadora Marielle Franco (Psol-RJ). Em delação, o ex-policial militar Ronnie Lessa afirmou que Marielle virou alvo porque defendia que terrenos fossem ocupados por pessoas de baixa renda e que o caso fosse acompanhado pelo

Passageiros ficam ‘presos’ em avião após enxame de abelhas cercar aeronave

Passageiros de um voo da companhia aérea Voepass, que ia de Fernando de Noronha (PE) até Natal (RN), aguardaram mais de 1 hora para desembarcar da aeronave depois de o avião ser rodeado por um enxame de abelhas. O incidente aconteceu na tarde de segunda-feira (22/1). De acordo com a companhia, ninguém se feriu. O