Funcionários de Pituaçu alegam que sofreram calote de empresa em jogo de masters

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Funcionários do estádio de Pituaçu alegam que sofreram calote da empresa Word Legends após prestarem serviço para o jogo de Masters entre Bahia e Goiás, no dia 14 de maio. 
 
De acordo com o que relatou um trabalhador, que pediu para não ser identificado, ao Bahia Notícias, a empresa está devendo o valor de R$ 1 mil para dois maqueiros, quatro funcionários de limpeza, um coordenador e um responsável pelos vestiários. 
 
O jogo, que começou às 9h, terminou com vitória do Goiás, por 2 a 1. A Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), responsável por Pituaçu, foi paga, disse o trabalhador.
 
O BN tentou contato com a Word Legends, mas não obteve retorno até o fechamento da matéria. 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Torcedores do Sport atacam ônibus do Fortaleza e deixam jogadores feridos

Na madrugada desta quinta-feira, 22, o ônibus que transportava a delegação do Fortaleza foi alvo de pedras e bombas ao deixar a Arena Pernambuco, na região metropolitana do Recife. Seis jogadores ficaram feridos no ataque e precisaram ser levados ao hospital, conforme informado pelo clube cearense. A direção do Fortaleza comunicou através das redes sociais

Advogada de Daniel Alves irá recorrer da sentença por agressão sexual

A advogada de defesa de Daniel Alves, Inés Guardiola, afirmou que irá recorrer da sentença que condenou seu cliente a quatro anos e meio de prisão por agressão sexual em uma boate de Barcelona. Ela continua acreditando na inocência de Alves e pretende visitá-lo na prisão ainda hoje para explicar a decisão. A defesa está

Daniel Alves é condenado a quatro anos e meio de prisão por estupro na Espanha

O ex-jogador Daniel Alves foi sentenciado a 4 anos e meio de prisão por estuprar uma mulher de 23 anos em uma boate na Espanha, em dezembro de 2022. O tribunal de Barcelona concluiu que a vítima não consentiu com a relação sexual, resultando na condenação do atleta. A defesa de Alves fez um depósito