Fake: documento que coloca urnas em xeque não comprova fraude

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Um relatório de 70 páginas que circula pelas redes sociais aponta que as eleições de 2022 no Brasil teriam sido manipuladas. O documento teria sido elaborado pelas Forças Armadas (FFAA) e comprovaria que as urnas eletrônicas foram alvos de fraude.

Cheio de gráficos, o relatório denuncia que as urnas feitas de 2020 não passaram por qualquer auditoria e foram fraudadas. O documento (muito maçante, por sinal) se espalhou entre pessoas que, provavelmente, não leram por inteiro (até porque é intragável) e também não entenderam o motivo da fraude. Agora, dois detalhes que iremos focar: 1) O documento em questão não é das Forças Armadas. 2) Ele não prova fraude nas urnas no Brasil.

Leia a reportagem completa no Boatos.org, parceiro do Metrópoles.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Marido de vereadora é baleado durante briga política em Pernambuco

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O marido de uma vereadora de Paulista (PE) foi baleado na perna durante uma discussão com a equipe de outra parlamentar da mesma cidade, nesta quarta-feira (24). A vítima foi identificada como Rafael Almeida da Silva, 27. Ele é casado com a vereadora Irmã Cassiane (PCdoB). O caso ocorreu na

8% dos eleitores de Bolsonaro e 7% dos de Lula acreditam que Terra é plana, aponta Datafolha

A Terra é plana para 8% dos eleitores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), contra 7% dos eleitores do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), segundo relatório do instituto Datafolha. A pesquisa, realizada entres os dias 8 a 11 de abril deste ano, perguntou aos brasileiros sobre o formato do planeta Terra. No resultado, foi

Google passará a vetar anúncio político em buscas e YouTube após regra eleitoral do TSE

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Google anunciou que atualizará suas políticas para deixar de permitir a veiculação de anúncios políticos no Brasil via Google Ads, o que inclui YouTube, resultados na busca e demais tipos de publicidades contratadas pela ferramenta da empresa. Em nota, a empresa diz que essa atualização "acontecerá em maio tendo