PL pedirá ao TSE recontagem dos votos nas eleições, diz Valdemar Costa Neto

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O presidente do PL, Valdemar Costa Neto (PL), afirmou que políticos da legenda pedirão ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a revisão da apuração das urnas eletrônicas que entraram em funcionamento antes de 2020. A denúncia, que deverá ser apresentada até terça-feira (22/11), aponta que cerca de 250 mil equipamentos teriam “o mesmo número”.

Segundo Valdemar, as “novas denúncias” são baseadas em um estudo do Instituto Voto Legal. “Pelo estudo que fizemos, têm várias urnas que não podem ser consideradas. É no Brasil inteiro, de 2020 para baixo. Todas elas têm o mesmo número, não tem como controlar. Temos a prova e vamos mostrar que essas urnas não podem ser consideradas. Vamos ver o que o TSE vai resolver”.

O presidente do PL disse que a legenda não pedirá novas eleições, mas a recontagem dos votos e a investigação de possíveis irregularidades. “Nada de ter nova eleição, não vamos propor nada disso, não queremos tumultuar a vida do país. Mas têm umas urnas que têm que ser revistas e nós vamos propor para o Tribunal Superior Eleitoral até a próxima terça-feira essa nova proposta”, pontuou.

Costa Neto finaliza o vídeo compartilhado nas redes sociais afirmando que o partido deverá exigir uma definição. “Agora, vamos ver o que o TSE vai resolver, vai decidir. Nós não queremos propor nova eleição, mas tem que decidir”.

Resultado da eleição

Na eleição presidencial, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu 50,9% dos votos válidos no segundo turno (60.345.999) e superou Jair Bolsonaro (PL), que contabilizou 49,1% (58.206.354). No primeiro turno, o petista já havia ficado à frente ao contar com a preferência de 48,43% (57.259.504), ante 43,2% do atual presidente (51.072.345).

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

PF mira trama golpista em depoimento conjunto de Bolsonaro e outros 22

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) prestou depoimento na tarde desta quinta-feira (22) à Polícia Federal sobre os planos discutidos no fim de 2022 para um golpe de Estado contra a eleição de Lula (PT) à Presidência da República. O depoimento foi marcado para iniciar às 14h30. Ex-ministros, ex-assessores, militares e aliados

Bolsonaro pode ser preso se incitar crime durante ato no domingo na avenida Paulista

(FOLHAPRESS) - Jair Bolsonaro (PL) pode ser preso se fizer apologia ou incitação ao crime durante manifestação convocada por ele na avenida Paulista, em São Paulo, neste domingo (25), afirmam especialistas. Os profissionais, entretanto, divergem sobre se a mera convocação do ato já poderia ensejar uma prisão preventiva, uma vez que o ex-presidente é investigado

Lula escolhe novo juiz, e TRE-PR deve marcar data do julgamento de Moro

(FOLHAPRESS) - O presidente Lula (PT) escolheu o advogado José Rodrigo Sade para a cadeira de juiz do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Paraná, corte que julgará o senador Sergio Moro (União Brasil) em um processo com pedido de cassação movido pelo PT e pelo PL. A nomeação de Sade, que figurava em uma lista