VÍDEO: Ex-presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia é hostilizado em resort no litoral norte da Bahia

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O ex-presidente da Câmara Federal e deputado federal, Rodrigo Maia (PSDB-RJ) passou por uma situação complicada em um resort na Bahia. O parlamentar foi hostilizado no Tivoli Ecoresort, localizado na Praia do Forte, litoral norte, quando tentava iniciar o café da manhã. Na ocasião, ele estava acompanhado pela sua esposa.

 

No vídeo, é possível ouvir diversos xingamentos, como:”ladrão” e “filho da p*uta”. Uma mulher ainda questiona: “É gostoso tudo que você roubou do país?”.

 

Para dar fim ao tumulto, Maia desistiu de tomar café da manhã e saiu do restaurante fazendo o “L”, em referência ao presidente eleito Lula (PT).

VÍDEO: Ex-presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia é hostilizado em resort no litoral da Bahia pic.twitter.com/VdQJlOWOcX
— Bahia Notícias (@BahiaNoticias) November 20, 2022

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Tarcísio é o preferido para presidência, diz pesquisa feita no ato pró-Bolsonaro

61% dos manifestantes entrevistados durante o ato que ocorreu no domingo, 25, na Avenida Paulista, em defesa do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), acreditam que o nome do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), é o melhor para concorrer à Presidência em 2026, caso Bolsonaro permaneça inelegível. O dado foi obtido pelo Monitor do

Rui Costa minimiza ato de Bolsonaro e diz que ex-presidente confessou crimes cometidos

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, avaliou que o ato do ex-presidente Jair Bolsonaro na Avenida Paulista no domingo, 25, ficou aquém do que foi divulgado pelos organizadores. Em sua avaliação, contudo, a surpresa foi em relação ao conteúdo das falas do ex-chefe do Executivo, o que o ministro analisa como uma confissão de

Entenda o que é a anistia pedida por Bolsonaro e seu significado histórico

"O que eu busco é uma pacificação. É passar uma borracha no passado." Com essa introdução, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), investigado por suposta tentativa de golpe de Estado pela Polícia Federal (PF), pediu anistia "para aqueles pobres coitados presos em Brasília", em seu discurso na tarde deste domingo, 25, no ato na Avenida Paulista.