Por unanimidade, Câmara de BH rejeita denúncia contra o Marcos Crispim

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos
O pedido de cassação do vereador Marcos Crispim (Podemos) foi rejeitado nesta segunda-feira (4/9) por unanimidade no plenário da Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH), que retoma agora a votação da última sessão que pode decidir pela abertura do processo de cassação contra o presidente do Legislativo, o vereador Gabriel Azevedo (sem partido). 
Crispim era acusado por um assessor do vereador Azevedo, Guilherme Barcelos, de mentir sobre a falsificação de assinatura em documento da Procuradoria da Câmara. O parlamentar denunciado acusou o assessor de ter obtido sua assinatura digital para protocolar um parecer arquivando a denúncia do Partido Democrático Trabalhista (PDT) contra Gabriel por quebra de decoro ao ofender o vereador Wagner Ferreira (PDT).
O assessor, por outro lado, afirmou que Crispim mudou de ideia por ser pressionado pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) e inventou que ele teria falsificado a assinatura digital. Na última sexta-feira (1/9), o pedido de abertura do processo de cassação contra Crispim não foi analisado, depois da obstrução feita pelos aliados de Azevedo para evitar que fosse lido o pedido de abertura contra o presidente e também o pedido do seu afastamento do cargo.
Gabriel Azevedo é acusado pela deputada federal Nely Aquino (Podemos-MG), ex-presidente do Legislativo Municipal, de quebra de decoro parlamentar e abuso de autoridade ao antecipar atribuição de culpa nas apurações da CPI da Lagoa da Pampulha, além de uma série de violações no mandato contra outros colegas vereadores.
Por horas, os aliados de Azevedo utilizaram de mecanismos regimentais, se revezaram no microfone, liam documentos de forma “morosa”, e pediam recursos sobre questionamentos do lado opositor, forçando uma série de votações simbólicas. No final, até cantaram parabéns para os aniversariantes do dia.
Após mais de cinco horas a sessão foi suspensa sem que houvesse votação. Nesta segunda, a análise do tema durou menos de 10 minutos e a rejeição da denúncia contra Crispim recebeu apoio unânime dos vereadores.

image

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Bolsonaro chega acuado a ato e busca demonstrar força política contra investigações

MARIANNA HOLANDA E GABRIELA BILÓBRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Jair Bolsonaro (PL) aposta mais uma vez numa manifestação na avenida Paulista, em São Paulo, para tentar demonstrar seu capital político. Neste domingo (25), o ex-presidente tem como principal objetivo apresentar um retrato de que mantém apoio popular e, dessa forma, reagir ao avanço das investigações sobre

Influenciador português que entrevistou Bolsonaro diz ter sido detido pela PF no Brasil

O influenciador português Sérgio Tavares, que recentemente entrevistou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em uma live em seu canal no YouTube, postou um vídeo em seu perfil no X (antigo Twitter) em que diz ter sido detido pela Polícia Federal (PF) no Aeroporto de Guarulhos (GRU) ao desembarcar no Brasil, na manhã deste domingo, 25.

Em último ato na Paulista, Bolsonaro chamou Moraes de canalha e atacou urnas e o STF

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) deve discursar na tarde deste domingo, 25, em um ato convocado após ele se tornar alvo de investigação sobre tentativa de golpe de Estado. A manifestação vai ocorrer na Avenida Paulista, em São Paulo, uma via pública conhecida como palco de atos políticos - e não será a primeira vez