Irmã de Zanin reconhece suspeito e diz que foi agredida por ser mulher

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

São Paulo — A advogada Caroline Zanin, irmã do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Cristiano Zanin, reconheceu o homem que a agrediu na tarde da última segunda-feira (16/10) em frente ao prédio em que mora em Perdizes, na zona oeste de São Paulo. Imagens de câmeras de segurança mostram o homem dando chutes nela e em seus cachorros da raça corgi (veja abaixo).

Caroline esteve no 23º Distrito Policial da capital na tarde desta quarta-feira (18/10) e confirmou que Rogério Cardoso Júnior, de 64 anos, apontado pela polícia como agressor, é o homem que aparece nas imagens de câmeras de segurança do prédio.

O suspeito mora na mesma quadra que a advogada, a menos de 100 metros. Apesar disso, ela diz que não o conhecia. “Eu nunca o tinha visto. Foi a primeira vez. E olha que eu passeio muito com os cachorros”, diz Caroline.

A advogada afirma, ainda, que foi agredida “por ser mulher” e que, em um primeiro momento, não acredita que a violência tenha tido motivação política.

“Penso que foi uma violência porque sou mulher. Se fosse um homem, ele não faria isso comigo e com os meus cachorros”, afirma.

Irritação com latidos Para a polícia, Rogério Cardoso Júnior teria agredido Caroline após se irritar com o latido dos cachorros. Segundo a advogada, eles não morderam o suspeito.

“São dois corgis pequenininhos, dóceis. Eles não mordem nem uma mosca. As câmeras de segurança desmentem essa tese dele.”

O caso foi registrado no 23º DP como lesão corporal e maus-tratos contra animais. Até agora, o suspeito foi ouvido apenas informalmente. A Polícia Civil não informou quais são os próximos passos da investigação.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Portaria da Advocacia Geral da União cria Programa Língua Indígena Viva no Direito

Portaria interministerial, assinada pela Advocacia Geral da União (AGU) e os Ministérios dos Povos Indígenas e da Justiça e Segurança Pública e publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (22), institui o Programa Língua Indígena Viva no Direito. A iniciativa vai priorizar pela precisão e simplicidade no acesso à informação relacionada aos direitos dos

Advogado de Lira figura em 1º lugar na lista tríplice à vaga de ministro do TST; veja demais escolhidos

O advogado Adriano Costa Avelino foi o nome escolhido para ocupar o primeiro lugar na lista tríplice formada nesta segunda-feira (22) pelo Pleno do Tribunal Superior do Trabalho (TST), destinada à vaga de ministro na classe da advocacia. A cadeira a ser ocupada é do ministro Emmanoel Pereira, que se aposentou em outubro de 2022. 

Veja vídeo que gerou polêmica em show da Ludmilla no Coachella

Ludmilla se envolveu em uma nova polêmica após sua apresentação no festival Coachella, nesse domingo (21/4). A cantora foi acusada de cometer intolerância religiosa com religiões de matriz adricana ao exibir, no telão do show, um vídeo de uma pessoa pisando em uma oferenda, seguida da frase: “Só Jesus expulsa o tranca rua das pessoas”.