X, antigo Twitter, anuncia cobrança anual de US$1 para novos usuários

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

 

O X, rede social antes chamada Twitter, começou a cobrar uma taxa anual de US$1 para usuários que quiserem criar uma nova conta na plataforma. O valor permite que o perfil faça posts, reposte e comente outras publicações. Segundo a rede, as contas gratuitas continuarão a existir, mas somente no modo leitura. 

A cobrança faz parte do projeto “Not a bot” (Não é um bot) que começou a ser implementado na Nova Zelândia e nas Filipinas na última terça-feira (17/10).  A empresa de Elon Musk disse que a novidade vem reforçar os “já significativos esforços para reduzir spam, manipulação da plataforma e atividade de bots”.Os usuários existentes não são afetados, bem como as novas contas criadas fora desses países. 

  • Confira: X retira ferramenta para denunciar notícias eleitorais falsas, dizem pesquisadores

Após o anúncio, o bilionário escreveu que vai ser possível “ler de graça, mas escrever por US$ 1 ao ano”. “É a única maneira de combater bots sem bloquear usuários reais. Isso não impedirá os bots completamente, mas será 1000 vezes mais difícil manipular a plataforma”, defendeu. O post, no entanto, não está mais no ar. 

O programa é diferente do X Premium, que oferece recursos extras como “desfazer” e “editar” para postagens por US$ 8 por mês. O X negou que a taxa tenha sido criada para gerar lucros para a empresa. 

Como vai funcionar

A plataforma descreveu como vai funcionar o novo sistema de criação de contas. O primeiro passo é a verificação do número de telefone, como já acontece com diversos apps. Em seguida, os usuários devem escolher o plano de assinatura. 

  • Veja: Empresa de Musk busca voluntários para testes com implante cerebral contra paralisia

A taxa anual de US$ 1 pode variar de acordo com o país e a moeda. Ao escolher essa opção, os novos perfis poderão postar conteúdo, curtir postagens, responder, repostar e citar postagens de outras contas, marcar postagens como favoritos -além de poder se juntar ao programa X Premium.

Já a opção gratuita permitirá ao usuário continuar com a conta, somente com as seguintes funcionalidades: ler postagens, assistir a vídeos e seguir contas. O X ainda anunciou que deve compartilhar resultados em breve. 

A rede social não esclareceu se o pagamento será expandido para usuários de outros países nem deu previsão de quando isso poderia acontecer. 

image

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Ex-estrela da Disney assume cargo de CEO em empresa espacial nos EUA

A atriz e cantora Bridgit Mendler, conhecida por seu papel na série da Disney "Boa Sorte, Charlie" e no filme "Lemonade Mouth", assumiu recentemente o cargo de CEO da Northwood Space, uma empresa espacial de satélites na Califórnia, EUA.  Mendler não é apenas um rosto bonito. Ela é cofundadora da startup, que tem como objetivo

Jeff Bezos recebe US$ 8,5 bilhões da venda de ações da Amazon

Jeff Bezos vendeu 50 milhões de ações da Amazon neste mês, lucrando cerca de US$ 8,5 bilhões. Fundada por Bezos, a Amazon já havia informado em seu relatório anual que o empresário planejava vender até 50 milhões de ações até janeiro do próximo ano, sujeito a certas condições. Registros feitos pela empresa e entregues à

WhatsApp lança formatação de listas, citação e elementos de programação

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O WhatsApp anunciou nesta quarta-feira (21) o lançamento de novas opções de formatação de mensagens. Agora, é possível editar listas simples e numeradas, citações e adicionar elementos gráficos a partir de códigos de programação. Os recursos já estão disponíveis no Brasil e no restante do mundo. "Além de ajudar a