Boulos tem 35,6%; Nunes, 33,7%; Tabata, 14,7%; e Kim, 9,4% em São Paulo, diz pesquisa Atlas

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos

O deputado federal Guilherme Boulos (PSOL) tem 35,6% das intenções de voto para a Prefeitura de São Paulo, contra 33,7% do atual prefeito, Ricardo Nunes (MDB), aponta a pesquisa Atlas/CNN Brasil divulgada nesta quarta-feira, 24. Ambos estão tecnicamente empatados dentro da margem de erro de 2,5 pontos porcentuais (p.p.). A terceira colocada é a deputada Tabata Amaral (PSB), com 14,7%.

Em seguida, aparecem Kim Kataguiri (União) com 9,4% e Marina Helena (Novo) com 3,5%. Disseram votar nulo ou em branco 2,2% e 0,9% dos entrevistados não souberam ou não responderam. Altino Prazeres Jr. (PSTU) não pontuou.

O resultado da Atlas/CNN Brasil é semelhante aos das pesquisas Datafolha e RealTime Big Data divulgadas no início de março: Boulos e Nunes também têm empate técnico, embora os porcentuais de intenção de voto variem em cada levantamento.

O instituto Atlas Intel entrevistou 1.629 moradores da cidade de São Paulo entre os dias 18 e 22 de abril. O nível de confiança é de 95% e o método utilizado foi o Recrutamento Digital Aleatório (RDA). Diferente do tradicional no Brasil, onde os institutos de pesquisa abordam os entrevistados na rua ou em suas casas, o Atlas realiza as entrevistas online por meio de formulários que aparecem para os usuários durante a navegação na internet.

Todos os pré-candidatos cresceram na comparação com a pesquisa do mesmo instituto realizada entre os dias 25 e 30 de dezembro de 2023, com exceção do nome do PSTU. Os levantamentos não são diretamente comparáveis porque a lista de candidatos é diferente, mas são úteis para indicar os desdobramentos das articulações políticas nos últimos meses.

Na primeira pesquisa, o deputado federal bolsonarista Ricardo Salles (PL) tinha 17,6%. Porém, ele teve a candidatura barrada pelo PL, partido que, com o aval do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), decidiu apoiar a reeleição de Ricardo Nunes. Sem Salles, o prefeito cresceu 15,7 pontos porcentuais.

O número de indecisos também despencou. Há quatro meses, 14,1% não sabiam responder em quem votariam, índice que agora é de 0,9%. A eleição paulistana ganhou espaço no noticiário neste período por causa das articulações feitas pelos pré-candidatos.. Além do apoio de Bolsonaro a Nunes, Marta Suplicy retornou ao PT para ser vice de Boulos e o apresentador José Luiz Datena (PSDB) fez movimentos para se aliar com Tabata e pode ser colega de chapa da deputada.

A pré-candidata do PSB cresceu 8,5 pontos porcentuais, enquanto o crescimento de Boulos foi de 6,1 pontos, de Kataguiri, 4,1 p.p. e de Marina Helena, 2,9 p.p, sempre na comparação com dezembro. A primeira pesquisa também tinha Marcos Vinholi como candidato pelo PSDB.

Empate técnico se repete no segundo turno

A pesquisa também testou cenários de segundo turno entre Nunes e Boulos e Nunes e Tabata. Em ambos os cenários os pré-candidatos estão empatados dentro da margem de erro. Segundo a CNN Brasil, o instituto Atlas não realizou um cenário de enfrentamento entre Boulos e Tabata porque entende que eles disputam o mesmo eleitorado não-bolsonarista.

Nunes x Boulos:

Ricardo Nunes: 44,8%

Guilherme Boulos: 44,3%

Branco/nulo: 9,9%

Não souberam: 1%

Nunes x Tabata

Tabata Amaral: 44,3%

Ricardo Nunes: 42,6%

Branco/nulo: 11,4%

Não souberam: 1,7%

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Após foto com a camisa do Corinthians, Gabigol perde a camisa 10 do Flamengo e leva multa

Após uma reunião no Ninho do Urubu nesta sexta-feira, o Flamengo decidiu punir o atacante Gabigol devido a uma foto em que ele aparece vestindo a camisa do Corinthians. O jogador foi multado e perdeu o direito de usar a camisa 10 no uniforme do clube, uma honraria para qualquer atleta rubro-negro. De acordo com

Marcelo Ramos deixa Petrobras após saída de Prates e foca em disputa à prefeitura de Manaus

Diante da saída de Jean Paul Prates da presidência da Petrobras, o ex-deputado federal e ex-vice presidente da Câmara dos Deputados Marcelo Ramos (PT) pediu demissão do cargo de consultor do gabinete de Relações Institucionais da estatal. Na quarta-feira, 15, Ramos declarou em publicação no X (antigo Twitter) que resolveu adiantar sua saída da empresa

Uniformes dos atletas brasileiros paralímpicos são criados com modelos acessíveis e com ‘Brasil’ escrito em braille

Uniformes dos atletas Paralímpicos do Brasil para as Olimpíadas de Paris 2024 serão 100% acessíveis. As mochilas contam com alças nos puxadores, calças com zíperes na lateral da parte inferior próximo ao tornozelo e etiquetas em braille para destacar as cores correspondentes de cada peça. Além disso, nos uniformes, está escrito a palavra Brasil em