Comediante expulsa mãe que amamentava bebê durante espetáculo

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O comediante norte-americano Arj Barker gerou polêmica ao pedir a uma mãe que estava amamentando seu bebê de sete meses para deixar um espetáculo durante o Festival Internacional de Comédia de Melbourne, na Austrália. A atitude do humorista desencadeou um intenso debate sobre os direitos das mães e dos artistas em espaços públicos.

Arj Barker justificou sua ação alegando que os ruídos do bebê estavam interrompendo seu desempenho e prejudicando a experiência dos outros espectadores. Em uma entrevista à ABC, ele afirmou que, em respeito aos demais presentes, solicitou à mãe que o bebê não permanecesse no local. No entanto, várias pessoas criticaram sua atitude, acusando-o de discriminar a mãe por estar amamentando em público.

A mãe, identificada como Trish Faranda, relatou que, inicialmente, pensou que o comentário de Arj Barker fosse uma piada. Ela afirmou que o bebê não estava chorando ou causando qualquer interrupção significativa, e que ela estava apenas amamentando para acalmá-lo. No entanto, quando percebeu que o comediante estava falando sério, ela optou por deixar o local para não causar constrangimentos.

O incidente despertou um intenso debate na Austrália sobre os direitos das mães de amamentar em público e os limites dos artistas em espaços de entretenimento. A organização do festival emitiu uma declaração afirmando que bebês de colo são geralmente permitidos, mas sugerindo que as famílias sentem-se nos assentos traseiros para sair rapidamente se o bebê ficar inquieto, a fim de não perturbar o artista ou o público.

Leia Também: Anne Hathaway conta ter beijado vários atores para testar a química no início da carreira

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Míssil que transportava satélite espião da Coreia do Norte explode no ar

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O míssil lançado pela Coreia do Norte em direção ao Japão explodiu no ar. Governo norte-coreano diz que o lançamento do satélite "falhou" após um defeito no motor do foguete. Imagens da rede japonesa NHK mostram o projétil em chamas no nordeste da China. Míssil explodiu minutos após o lançamento.

Israel prossegue com ofensiva e envia tanques ao centro de Rafah

Bombardeios israel enses em Rafah mataram pelo menos 21 civis palestinos nesta terça-feira (28), segundo dados do ministério da Saúde de Gaza, que é controlado pelo grupo terrorista Hamas. Os bombardeios ocorrem em meio a intensos combates na cidade do sul do enclave palestino. Uma operação militar israel ense realizada no inicio de maio fez com que quase um milhão de civis palestinos fugissem de Rafah, cidade que abrigou muitos palestinos nos últimos meses da guerra por conta dos combates no norte e no centro de

Espanha, Irlanda e Noruega reconhecem oficialmente Estado da Palestina

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Espanha, Irlanda e Noruega reconheceram oficialmente, nesta terça-feira (28) o Estado da Palestina, quase uma semana depois de anunciar conjuntamente a decisão, que provocou uma crise dos países europeus com Israel. A medida foi encabeçada pelo governo da Espanha, cujo primeiro-ministro, o socialista Pedro Sánchez, é um dos líderes mais