FBI vai investigar tripulação que bateu e causou queda de ponte nos EUA

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos

A tragédia que abalou Baltimore no final de março, com a queda da ponte Francis Scott Key após a colisão com um navio, ganha um novo capítulo: o FBI, a agência federal de investigação dos Estados Unidos, assume as investigações para determinar se a tripulação do navio Dali, de Singapura, agiu com negligência ao partir do porto mesmo ciente de problemas no sistema do cargueiro.

O foco da investigação estará nos sistemas do Dali, buscando evidências que indiquem se a tripulação tinha conhecimento de falhas mecânicas que comprometeram a manobra do navio, ocasionando a colisão com um dos pilares da ponte.

Já nesta segunda-feira (15), agentes do FBI embarcaram no navio Dali para iniciar a coleta de provas e depoimentos da tripulação. A presença dos agentes no navio foi confirmada pela própria agência, e a expectativa é de que as investigações avancem rapidamente.

O acidente aconteceu na madrugada do dia 26 de março, quando o navio Dali, ao sair do porto de Baltimore, perdeu energia e colidiu com a ponte Francis Scott Key. A colisão provocou o desabamento da estrutura, lançando cerca de 20 pessoas e veículos no rio.

Até o momento, três corpos foram encontrados entre os destroços da ponte e do navio. O governador de Maryland, estado onde fica Baltimore, decretou estado de emergência após a tragédia, e as buscas por possíveis vítimas ainda desaparecidas continuam

Moradores da região que presenciaram o acidente descrevem a cena como “aterrorizante”, comparando o estrondo do colapso ao de um trem. A ponte Francis Scott Key, inaugurada em 1977 e nomeada em homenagem ao autor do hino nacional dos EUA, era um importante elo na malha rodoviária local, com quase 3 quilômetros de extensão e uma ponte elevadiça.

Causas ainda obscuras: As investigações do FBI buscam esclarecer as causas do acidente e determinar se houve negligência por parte da tripulação do Dali. A tragédia levanta questionamentos sobre a segurança das operações marítimas e a necessidade de medidas mais rigorosas para evitar futuros desastres.

Leia Também: Terceiro corpo de vítima de queda de ponte em Baltimore é encontrado

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Parlamento da Espanha aprova em definitivo lei de anistia para separatistas da Catalunha

O Congresso da Espanha aprovou, em definitivo, nesta quinta-feira (30), a lei de anistia que irá beneficiar os independentistas indiciados ​​por sua participação no processo de autodeterminação da Catalunha. A lei foi aprovada com 177 votos a favor contra 172 na Câmara Baixa, com o conservador Partido Popular e o partido de extrema direita Vox

Vulcão islandês cospe lava a 50 metros de altura em nova erupção

Um vulcão na Islândia entrou novamente em erupção, marcando a quinta vez desde dezembro. A erupção ocorreu na península de Reykjanes, onde vivem cerca de 30.000 pessoas, ao sul da capital Reykjavik. O evento começou no início da tarde desta quarta-feira, após uma série de terremotos ao norte de Grindavik, uma cidade pesqueira com 3.800

Rei Charles III vai desfilar em carruagem para comemorar aniversário

Em tratamento contra o câncer, o rei Charles III desfilará em uma carruagem na comemoração de seu aniversário no dia 15 de junho, e não a cavalo como no ano passado, informou a agência de notícias PA nesta quinta-feira (30). O soberano do Reino Unido completará 76 anos só no dia 14 de novembro, mas