Google anuncia IA para criar vídeos, resumir reuniões e melhorar emails

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 3 minutos

PEDRO S. TEIXEIRA
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Google apresentou na terça-feira (9) um pacote de novidades de inteligência artificial para sua plataforma de trabalho que inclui Gmail, Docs, Meet e Sheets, após seguidos deslizes na competição pela liderança na tecnologia com a OpenAI e a Microsoft.

Entre os anúncios, chamou atenção uma ferramenta de IA geradora de slides em vídeo. Chamado de Google Vids, a nova ferramenta é, segundo o Google, um assistente de criação de vídeos equipado com inteligência artificial. A tecnologia cria uma espécie de sequência de cenas, ou um “storyboard”, como é chamado na indústria criativa.

O lançamento de uma versão de testes acontecerá em junho. Assinantes do Workspace, disponível por US$ 10 (R$ 50) mensais, terão acesso à plataforma.

De acordo com a vice-presidente do Google Kristina Behr, a ideia é que qualquer pessoa seja capaz de contar bem uma história com o auxílio da ferramenta. “Nosso objetivo é que, se uma pessoa pode fazer um slide, pode fazer um Google Vids”, disse a executiva em evento realizado pelo Google em Las Vegas para anúncio de novidades voltadas às empresas.

Os usuários poderão escolher estilo, composição dos slides, cenas, imagens e músicas a partir de botões e comandos textuais dados ao chatbot Gemini. Uma das apostas do Google para recuperar a competitividade no mercado de IA é a integração de seus serviços.

O Google teve um início desajeitado no mercado de IA generativa, embora seja o responsável pelos principais avanços técnicos por trás da tecnologia. Entrou na concorrência apenas após o sucesso do ChatGPT, e o primeiro produto da empresa -Bard- desapontou o público em termos de performance.

A segunda tentativa, o chatbot Gemini que chegou ao mercado em fevereiro, rivaliza em performance com a versão mais recente do ChatGPT, mas foi centro de uma polêmica que envolveu a representação de nazistas não-brancos, entre outras imprecisões históricas. Por isso, a plataforma teve sua função de geração de imagens desativada por dias.
Agora a empresa se apoia na sua grande base de assinantes para integrar o bot concorrente do ChatGPT a Gmail, Docs, Sheets e outros recursos. Os recursos se assemelham às funções de IA disponíveis no pacote Office e no Windows, da Microsoft.

Um exemplo dessas funcionalidades é um assistente feito com IA capaz de resumir conversas, fazer traduções e responder dúvidas durante uma sessão de Google Meet. O robô funciona a partir de comando de voz.

Também com expectativa de lançamento em junho, a tecnologia tem suporte para 69 idiomas incluindo o português, segundo o Google. A assinatura do serviço custará US$ 10 (R$ 50).
O assistente também funcionará no Google Chat, bate-papo presente no Gmail.

A plataforma de email também passará a receber comandos por voz e receberá um botão para “melhorar” textos com um clique. A tecnologia “transformará uma nota simples em um email completo”.

Ainda com base em IA, as planilhas do Google ganharão uma funcionalidade para formatar e organizar dados de maneira intuitiva. O produto promete acelerar a produção de tabelas.

O Google também acrescentou gatilhos condicionais às planilhas, que avisarão o usuário em caso de mudanças relevantes nos dados.
No Google Docs, programa de edição de texto, a empresa implementará um sistema de abas, que promete facilitar acesso e trabalho em múltiplos documentos ao mesmo tempo.

Para o Google Drive, o gigante da tecnologia passou a oferecer na terça um recurso de classificação e proteção de arquivos com o auxílio de IA. A tecnologia pretende facilitar a gestão de arquivos de negócios, para facilitar a detecção de arquivos nocivos, como vírus.

Integrado aos aplicativos de produtividade, o chatbot do Google para empresas, chamado Vertex, terá 130 opções de personalização sob promessa de adequar e melhorar a performance da tecnologia às necessidades dos usuários.

Programadores ainda ganharam acesso na terça a uma versão mais sofisticada do chatbot Gemini, o modelo 1.5 Pro.
De acordo com o Google, essa versão trabalha melhor com imagens, áudios e linguagens de programação.

Leia Também: Elon Musk diz que IA pode ser mais inteligente do que ser humano no ano que vem

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Mãe de refém do Hamas faz apelo mundial após Jihad Islâmica divulgar vídeo com imagens do filho: ‘Tragam ele para casa’

O grupo militante palestino Jihad Islâmica divulgou, nesta terça-feira (28), um vídeo que mostra um refém israelense sequestrado no ataque de 7 de outubro na Faixa de Gaza. Identificado pela imprensa israelense como Sasha Trupanov, 28 anos, o refém se expressa durante 30 segundos em hebraico. A data da filmagem é desconhecida. Trupanov, que também tem nacionalidade

Cortina instalada para bloquear visão do Monte Fuji e ‘espantar’ turistas, é perfurada em dez locais diferentes

A polêmica cortina que foi instalada para bloquear a vista do Monte Fuji, popular entre os turistas, foi perfurada em dez locais diferentes em Fujikawaguchiko, no Japão, disse um funcionário municipal. Embora a medida tenha servido para evitar aglomerações, cerca de dez buracos foram feitos na malha, apesar da presença de um segurança entre às

‘Stellar Blade’ acaba de ganhar novo modo e visuais extras

O mais recente jogo exclusivo do PlayStation 5, ‘Stellar Blade’, acaba de receber uma nova atualização que, além de adicionar alguns novos modos de jogo, também oferece mais visuais extra para a protagonista Eve. O grande destaque vai para o modo Boss Challenge, que permite aos jogadores enfrentar os 19 ‘chefões’ do jogo seguidos para