Homem corre a maratona de Londres e para 25 vezes para beber vinho

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Um enólogo participou da maratona de Londres, no Reino Unido, com um objetivo solidário peculiar. No entanto, quem o observasse parando constantemente durante a prova poderia questionar sua sanidade mental.

Tom Gilbey decidiu fazer pausas para beber um copo de vinho durante a corrida, em um desafio para testar sua habilidade em identificar a bebida. Ele buscava não apenas adivinhar a marca, mas também o tipo de uva e outros detalhes do vinho.

Cada resposta correta rendia a Tom uma quantia em dinheiro, que era destinada à Sobell House, uma unidade de cuidados paliativos em saúde.

Ao longo dos 42 quilômetros da maratona, Tom provou 25 vinhos. Ele acertou em sete, respondeu parcialmente corretamente a 14 e errou quatro vezes. No final, Tom conseguiu arrecadar 10 mil libras (mais de 60 mil reais para sua causa solidária.
 

Leia Também: Cavalos cobertos de sangue correm soltos por Londres; veja o vídeo

Assista à prova no vídeo acima.

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Menino de 15 anos com distúrbio neurológico é atacado por urso nos EUA

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Um menino de 15 anos, que possui distúrbio neurológico raro, foi atacado por um urso-negro dentro de casa, no Arizona (EUA). Brigham Hawkins estava assistindo a um vídeo no YouTube. O garoto foi surpreendido pelo animal, que veio por trás e o atacou duas vezes em seu rosto. O animal

Israel faz ataque aéreo no sul da Faixa de Gaza e deixa ao menos 45 mortos

Um ataque aéreo israelense neste domingo (26) em um centro de deslocados (local de ajuda humanitária) próximo à cidade de Rafah, no sul de Gaza, deixou pelo menos 45 mortos e dezenas de feridos. O Ministério de Saúde de Gaza, controlado pelo Hamas, classificou o ataque como um “massacre horroroso” e informou que a maioria

Netanyahu diz que ataque de Israel que matou 45 pessoas em campo de refugiados foi um ‘acidente trágico’

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, afirmou nesta segunda-feira (27) que o bombardeio em um campo de refugiados em Rafah, no sul de Gaza, foi um “acidente trágico”. O ataque, realizado no contexto da ofensiva de Israel contra o Hamas, resultou na morte de pelo menos 45 pessoas, segundo autoridades de Gaza. Netanyahu explicou ao Parlamento