Vídeo: PF prende estivador com 10kg de cocaína no Porto de Santos

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

São Paulo — Cerca de 10 kg de uma substância com características de cocaína, embalada em tijolos, foram descobertos nessa sexta-feira (26/4) em um navio atracado no Porto de Santos, no litoral de São Paulo (vídeo abaixo). Um estivador foi preso em flagrante pela Polícia Federal (PF) por tráfico internacional de drogas.

Policiais Federais do Núcleo de Polícia Marítima (Nepom) inspecionaram um navio, que tinha como destino a África do Sul e encontrava-se atracado em um dos terminais portuários.

 

A investigação realizada de imediato no local apontou indícios de envolvimento do estivador, que estava realizando serviços a bordo. Ele teria armazenado a substância no navio, que antes estava escondida por dentro das roupas dele e em uma mochila.

Diante das provas, o homem foi preso em flagrante e conduzido à Delegacia de Polícia Federal em Santos, onde foi instaurado inquérito policial para a continuidade da investigação.

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Suspeito de integrar ‘Central de Fake News’ é alvo de operação na RMS

Um homem suspeito de integrar 'central de fake news' com atuação no Rio Grande do Norte foi preso, nesta segunda-feira (27), após mandado de busca e apreensão cumprido em sua residência, no município de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador.    A ação ocorreu como parte do desdobramento da 'Operação DesFarsa', deflagrada pelo

Inquilina é morta, na frente do filho de dois anos, por ex-namorado de dona do imóvel

Uma mulher foi morta a facadas enquanto dormia ao lado do seu filho de dois anos na cidade de Guaramirim, em Santa Catarina. O suspeito do crime é o ex-companheiro da proprietária do imóvel. Após o crime, o homem filmou a cena e foi preso preventivamente.   De acordo com o G1, a ex-companheira dele

Cárcere privado: mulher apagou contatos, prendeu e agrediu namorada

O caso de terror da jovem de Curitiba encontrada em cárcere privado em Brasília envolveu um relacionamento abusivo. A autora do crime agrediu a vítima, excluiu todos os contatos do celular dela, apagou mensagens do WhatsApp e a impediu de sair de casa sozinha. A curitibana ainda tinha que trabalhar dentro da residência, sem receber