Operação apreende mais de R$ 7 mil em materiais falsificados em Feira de Santana

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Um homem foi autuado e cerca de R$ 7 mil em materiais falsificados foram apreendidos, nesta segunda-feira (06), por meio da Operação Simulatum em Feira de Santana. As ações ocorreram em cerca de três estabelecimentos comerciais no centro do município, incluindo o Feiraguay. 

 
Ao todo foram seis mil pares de tênis, quatro mil blusas, dois mil bonés, 100 óculos de sol, 100 pares de sandálias, 200 carteiras, 100 pares de meias, 100 cintos e 20 perfumes foram apreendidos durante as diligências.

 

 
As investigações tiveram início após representantes dos produtos originais denunciarem que lojas daquele município estariam comercializando e mantendo em estoque produtos falsificados utilizando as marcas registradas. Auditores fiscais da Secretária da Fazenda notificaram os estabelecimentos e constataram possíveis crimes tributários, que serão investigados pela instituição.   

 
O material apreendido será encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT). Outro suspeito de participar do crime já foi identificado e está sendo procurado. Ele e o flagranteado eram donos do estabelecimento notificados.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Empresa pede apreensão em imóvel de ministro por dívida de campanha

O ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, foi alvo no mês passado de um pedido à Justiça para que o apartamento da Câmara que ele ocupa tivesse bens apreendidos para pagar uma dívida da campanha de 2014. Ainda não há decisão sobre o caso, que tramita no Tribunal de Justiça de São Paulo.

Mulher é encontrada morta após provocar e levar soco de torcedor do Bahia

O corpo de Sione Matos dos Santos, de 46 anos, foi encontrado dentro de casa, na noite desta segunda-feira (27), na localidade do Bairro da Paz, em Salvador. Informações preliminares apontam que ela teria sido agredida em um bar na noite de domingo (26), após brincar com um homem sobre a eliminação do Bahia na

Doações a ONG teriam sido usadas em campanha defendida por Dallagnol

Em conversas que integram os documentos da Operação Spoofing, obtidas por meio de um ataque hacker, Bruno Brandão, diretor da organização não governamental (ONG) Transparência Internacional (TI) Brasil, de combate à corrupção, trocou mensagens com o ex-procurador Deltan Dallagnol (foto em destaque), em 2017, sobre uma possível doação à instituição que teria parte revertida em prol