Otto garante apoio do PSD a Jerônimo Rodrigues

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

A permanência do senador Otto Alencar (PSD) na chapa do PT na Bahia, buscando a reeleição ao Senado, é praticamente certa. Após o recuou em encabeçar a coalizão liderada pelo governador Rui Costa (PT), o senador afirmou que o PSD baiano irá apoiar o nome de Jerônimo Rodrigues ao governo do estado
 �??(O PSD baiano) vai continuar na aliança e vai apoiar a candidatura do secretário Jerônimo�?�, disse Otto, em coversa com o site Política Livre nesta segunda-feira, 14. �??O grupo aqui é muito forte e o presidente Lula tem uma aceitação muito grande pelo o que ele fez na Bahia�?�, disse.
�??�? claro que o apoio dele é muito importante. Tenho conversado muito com ele e ele vem pra ajudar a nossa aliança, que temos já há algum tempo�?�, acrescentou o senador.
Mais cedo, em conversa com o programa Isso �? Bahia, da RÁDIO A TARDE FM, o presidente do PT baiano, �?den Valadares, afirmou que o nome de Rodrigues foi maturado junto com a base. 
�??Com muita maturidade, com muita tranquilidade, estamos apresentando uma tática eleitoral ousada, que é a apresentação de um nome político de renovação da política baiana, com trajetória testada e aprovada na gestão pública e na relação com a sociedade civil.”, disse Valadares. 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Só governadores do PL foram ao ato de Bolsonaro em Copacabana

Não foi apenas o público ontem que esteve abaixo de outros atos promovidos por Jair Bolsonaro. O peso do palanque também diminuiu em Copacabana em relação às manifestações anteriores promovidas pelo ex-presidente. Ao decidir usar sua presença para promover candidaturas do PL às próximas eleições municipais, Bolsonaro não conseguiu levar ao Rio governadores que estiveram

Diálogo com o Congresso continua e ofensa vinda de Lira é ‘episódio superado’, diz Padilha

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, reiterou que o diálogo entre o Planalto e o Congresso Nacional continua e disse que a tensão entre ele e o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) é um "episódio superado". Em entrevista à CNN Brasil, Padilha foi questionado sobre o atrito entre ele e Lira

Aliados de Lula minimizam ato de Bolsonaro no Rio; STF, militares e Pacheco silenciam

(FOLHAPRESS) - Aliados e ministros do governo Lula (PT) minimizaram o impacto do ato de Jair Bolsonaro (PL) em Copacabana, no Rio de Janeiro, neste domingo (21). Alvos dessa manifestação, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), optaram pelo silêncio. Integrantes do primeiro escalão do governo