Sasha, a jornalista que morreu para mostrar o que acontecia na Ucrânia

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

A jornalista ucraniana Oleksandra ‘Sasha’ Kuvshynova morreu na segunda-feira, num ataque junto a Kiev, junto com a equipe norte-americana da Fox News.

Oleksandra foi a terceira jornalista confirmada a ser morta no conflito, num ataque que matou também o cinegrafista Pierre Zakrzewski [à direita, na imagem acima] e feriu o correspondente da Fox News Benjamin Hall.

A morte da jornalista ucraniana foi a última a ser noticiada, ontem, mas nas redes sociais rapidamente proliferaram mensagens de homenagem.

Oleksandra ‘Sasha’ Kuvshynova estava trabalhando como produtora junto com a equipe da Fox News.

This is the Ukrainian member of the @FoxNews crew. She was killed today alongside their cameraman.

Fox News doesn�??t even mention her in their report.

(Photo published by Oksana Romaniuk of the Institute of Mass Information) pic.twitter.com/4MR8rp00iP

�?? Olga Rudenko (@olya_rudenko) March 15, 2022

Numerous reporters / producers / etc. at Fox News quickly tweeted about Sasha (hours before this tweet was posted) & Fox News did a TV segment about Sasha before this tweet was posted too. Fox News said the TV delay was out of respect for Sasha�??s family.https://t.co/7rMPUcrXKj https://t.co/LldJuMxPQM

�?? Jerry Dunleavy (@JerryDunleavy) March 15, 2022

Suzanne Scott, CEO da Fox News, afirma que a jovem ajudava a equipe norte-americana a reunir informações e a falar com fontes. “Era incrivelmente talentosa e passou semanas  trabalhando diretamente com a nossa equipe para assegurar que o mundo saberia o que se passava no seu país”, refere. 

O trabalho de Oleksandra está sendo enaltecido nas redes sociais.

A reminder: As foreign journalists, we are just that- foreign. We�??d be nothing without our local collaborators. Instead of fleeing war with their families, they work to add incalculable context and expertise for the world to gain. RIP Sasha Kuvshynova, who made us all better. pic.twitter.com/AhMLpaQH4e

�?? Ben C. Solomon (@bcsolomon) March 15, 2022

“Como jornalistas no estrangeiro somos apenas isso: estrangeiros. Não seríamos nada sem os nossos colaboradores locais. Ao invés de fugir da guerra com as suas famílias, trabalham conosco para adicionar conteúdo fundamental para o mundo saber”, escreveu Ben Solomon, correspondente internacional da VICE News.

Os três jornalistas foram alvo de um ataque das tropas russas que atingiu o carro onde seguiam, rumo à cidade de Horenla, junto à capital ucraniana. A mulher, de 24 anos, não sobreviveu.

Oleksandra ‘Sasha’ Kuvshynova, Pierre Zakrzewski e Brent Reno são os três jornalistas vítimas do conflito que coloca a Ucrânia e a Rússia frente a frente desde o dia 24 de fevereiro e que a par destes profissionais já fez milhares de vítimas civis e militares.

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Tudo o que precisa de fazer para garantir a saúde e bem-estar do seu gato

Os animais de estimação trazem alegria a qualquer casa, no entanto, não são meros acessórios e é preciso tratar muito bem deles. Os gatos são, normalmente, mais independentes do que os cães, mas isso não significa que devem receber menos carinhos e cuidados.Por isso,...

Em último dia de campanha, ACM Neto prega voto útil

O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) destacou na noite deste sábado (1º) a sua confiança de vitória no primeiro turno e pregou o voto útil para derrotar o grupo que governa o estado há 16 anos. A declaração ocorreu após seu...