Apresentadora diz que Rússia é “forçada a desmilitarizar toda a OTAN”

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Uma apresentadora pró-Kremlin da televisão estatal russa Russia 1, Olga Skabeeva, disse nesta segunda-feira, no programa 60 Minutos, que a III Guerra Mundial já começou e que é tempo do exército russo mudar o foco da sua ‘operação especial’. 

Olga Skabeeva, apelidada de “boneca de ferro da televisão de Putin” pela sua retórica de defesa da estratégia do Kremlin, afirmou que “talvez tenha chegado a hora de admitir, possivelmente, que a operação especial da Rússia na Ucrânia terminou”.

Em seguida, a profissional continua o seu discurso indicando que uma “guerra genuína começou” e que a Rússia é “forçada a desmilitarizar não apenas a Ucrânia, mas toda a NATO”. 

Russian state TV’s Olga Skabeyeva says it might be time to admit that the “special operation in Ukraine is over”

Russia has now been “forced to demilitarise the whole of Nato”, she claims

(with subtitles) pic.twitter.com/HdNjur9Wg9

�?? Francis Scarr (@francis_scarr) May 30, 2022

Os países da OTAN estão unidos para ajudar a Ucrânia, através do envio de armas e imposição de sanções, o que, desde o início da invasão russa tem desagradado o Kremlin.

Apesar destas medidas de apoio ao país invadido, a OTAN optou por não impor a zona de exclusão aérea pedida por várias altas entidades ucranianas, evitando declarar indiretamente uma Guerra Mundial.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Índia proíbe venda de algodão doce por possuir substância cancerígena

Alguns estados da Índia estão proibindo a venda de algodão doce. O motivo? Um estudo concluiu que o produto possui uma substância cancerígena, a Rodamina-B. No início deste mês, o território da união de Puducherry proibiu a venda do doce, enquanto outros estados começaram a testar amostras do mesmo. Na semana passada, foi a vez

Mãe de Navalny vê corpo do filho e denuncia pressão para enterro ‘secreto’

A mãe do opositor russo Alexei Navalny afirmou nesta quinta-feira, 22, que conseguiu ver o corpo do filho, que morreu na semana passada em uma prisão do Ártico, mas denunciou a “chantagem” para enterrar “secretamente” o homem que era o principal opositor do presidente russo, Vladimir Putin. “Estão me chantageando. (…) Querem que tudo seja feito

Navio bate, derruba ponte e mata ao menos 5 na China

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Cinco pessoas morreram após a colisão de uma embarcação com uma ponte na região de Guangzhou, no sul da China. Parte da estrutura colapsou, e veículos que transitavam caíram na água, segundo autoridades. O navio porta-contêineres navegava entre as cidades de Foshan e Guangzhou e bateu na ponte Lixinsha às