Bolsonaro sobre ser presidente: ‘O que fiz para pagar esse preço?’

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Em entrevista ao Flow Podcast, nesta segunda-feira (8/8), o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que se perguntou “o que fez para pagar esse preço?”, sobre ter sido eleito chefe do Executivo federal.

“Eu sabia das consequências, mas elas foram potencializadas pela pandemia e guerra lá fora”, disse o presidente, recordando alguns dos percalços que seu governo enfrentou nesses quase quatro anos.

Esta não é a primeira vez que Bolsonaro reclama da responsabilidade de ocupar o cargo. Em uma das ocasiões, em março deste ano, ele disse que não via a hora de “entregar o bastão da Presidência” e voltar a poder “ir para a praia, tomar um caldo de cana na rua, voltar a pescar na baía de Angra, ter paz”.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Bolsonaro chega acuado a ato e busca demonstrar força política contra investigações

MARIANNA HOLANDA E GABRIELA BILÓBRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Jair Bolsonaro (PL) aposta mais uma vez numa manifestação na avenida Paulista, em São Paulo, para tentar demonstrar seu capital político. Neste domingo (25), o ex-presidente tem como principal objetivo apresentar um retrato de que mantém apoio popular e, dessa forma, reagir ao avanço das investigações sobre

Influenciador português que entrevistou Bolsonaro diz ter sido detido pela PF no Brasil

O influenciador português Sérgio Tavares, que recentemente entrevistou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em uma live em seu canal no YouTube, postou um vídeo em seu perfil no X (antigo Twitter) em que diz ter sido detido pela Polícia Federal (PF) no Aeroporto de Guarulhos (GRU) ao desembarcar no Brasil, na manhã deste domingo, 25.

Em último ato na Paulista, Bolsonaro chamou Moraes de canalha e atacou urnas e o STF

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) deve discursar na tarde deste domingo, 25, em um ato convocado após ele se tornar alvo de investigação sobre tentativa de golpe de Estado. A manifestação vai ocorrer na Avenida Paulista, em São Paulo, uma via pública conhecida como palco de atos políticos - e não será a primeira vez