Afeganistão chicoteia 19 pessoas no primeiro castigo oficial

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Pela primeira vez desde que retomaram Cabul em agosto de 2021, após a retirada das forças norte-americanas, os líderes talibã no Afeganistão anunciaram a aplicação de chicoteamentos como forma de condenação. O governo disse que foram punidas no dia 11 de novembro 19 pessoas, por crimes como adultério, roubo e fuga de casa.

Citado pela NBC News, o Supremo Tribunal afegão disse na quinta-feira que foram punidos dez homens e nove mulheres, com um total de 39 chicotadas. A condenação teve lugar na mesquita da cidade de Taloqan e foi vista pela população.

As autoridades talibã não avançaram com mais detalhes sobre os condenados nem sobre o que lhes aconteceu após o castigo.

Quando os talibã governaram o país no final dos anos 90, os chicoteamentos públicos eram comuns, tal como apedrejamentos e execuções, sendo aplicados especialmente a mulheres que fossem acusadas de adultério.

Mas em 2021, quando recuperaram o control3 sobre o Afeganistão, os talibã prometeram ao Ocidente e aos vizinhos que iriam moderar a aplicação da lei sharia, e que permitiriam uma maior liberdade às mulheres e meninas do país – que, durante os 20 anos de presença norte-americana, conseguiram ter acesso à educação, saúde e à política (o Afeganistão chegou mesmo a ter uma maior percentagem de mulheres no seu parlamento do que muitos países ocidentais, incluindo os Estados Unidos).

Em vez disso, tem-se verificado uma total repressão dos direitos das mulheres. As meninas foram proibidas de ter uma educação e frequentar escolas (e muitas escolas que se mantiveram abertas foram atacadas) e as mulheres têm sido afastadas da vida pública e civil. Ainda assim, muitas têm arriscado a vida ao continuar a protestar nas ruas contra o regime e a aplicação destas medidas.

No plano econômico, o governo talibã não é reconhecido pela grande maioria dos países da ONU e, como os seus recursos estão completamente congelados pelas autoridades bancárias internacionais, o regime tem tido muitas dificuldades em lidar com a grave crise humanitária que afeta o Afeganistão. Além da forte crise alimentar, que empurrou a quase totalidade da população para o risco de pobreza extrema e fome, o país foi fortemente impactado por um terremoto e fortes cheias durante o verão.

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Pais são acusados de agredir gêmeas de cinco semanas até à morte

O casal Angelina Belinda Calderon e Fernando Vega, ambos com 21 anos, chocou a comunidade de Houston, no Texas, ao ser acusado de agredir fatalmente suas duas filhas gêmeas de apenas cinco semanas de idade. O trágico acontecimento deixou  todos consternados. Após a morte das crianças, o casal criou uma página de arrecadação de fundos

Homem corre a maratona de Londres e para 25 vezes para beber vinho

Um enólogo participou da maratona de Londres, no Reino Unido, com um objetivo solidário peculiar. No entanto, quem o observasse parando constantemente durante a prova poderia questionar sua sanidade mental. Tom Gilbey decidiu fazer pausas para beber um copo de vinho durante a corrida, em um desafio para testar sua habilidade em identificar a bebida.

Biden assina lei que pode proibir TikTok nos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou um projeto de lei nesta quarta-feira (24) que proíbe o TikTok no país, a menos que a empresa proprietária ByteDance se desfaça do aplicativo em nove meses. A medida foi aprovada pelo Congresso na terça-feira (23) e faz parte de um pacote de ajuda de US$ 95